Fonte: OpenWeather

    Dinheiro na cueca


    Senador pego com dinheiro na cueca pede para sair da vice-liderança

    Chico Rodrigues (DEM-RR) foi flagrado com R$ 30 mil entre as nádegas durante operação da Polícia Federal na última quarta-feira (14) em Boa Vista

    No início da tarde desta quinta-feira, Bolsonaro retirou o senador da vice-liderança.
    No início da tarde desta quinta-feira, Bolsonaro retirou o senador da vice-liderança. | Foto: Divulgação

    Brasília -Após pressão, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado com dinheiro na cueca após operação da PF (Polícia Federal), pediu para sair do posto da vice-liderança do governo federal na Casa nesta quinta-feira (15).

    Chico Rodrigues tornou-se vice-líder do governo em março do ano passado. À época, o senador afirmou que fora o próprio presidente quem o escolheu. Como representante do governo no Senado, o senador tinha trânsito livre no Palácio do Planalto, com direito a encontros frequentes com Bolsonaro. No final de março do ano passado, ele chegou a integrar a comitiva presidencial que viajou para Israel.

    Edição extra no DOU

    No início da tarde desta quinta-feira, Bolsonaro retirou o senador da vice-liderança. A informação foi publicada em edição extra no DOU (Diário Oficial da União). 

    "Nos termos do art. 66-A do Regimento Interno dessa Casa do Congresso Nacional, em atenção ao pedido do Senhor Senador Francisco de Assis Rodrigues, solicito providências para a sua dispensa da função de Vice-Líder do Governo no Senado Federal", diz o documento.

    Leia tambémPF encontra senador com dinheiro destinado à covid na cueca

    Bolsonaro

    O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta quinta-feira a operação da Polícia Federal em Roraima que encontrou dinheiro na cueca do agora ex-vice-líder do governo. A apoiadores, Bolsonaro tentou se afastar do senador, dizendo não ter "nada a ver com isso". O presidente ainda culpou a imprensa por relacioná-lo ao caso. "A operação de ontem é fator de orgulho para o meu governo, para o meu ministro Wagner Rosário e para a minha Polícia Federal, e não isso que a imprensa está falando agora, que tenho a ver com essa corrupção", afirmou.

    Leia mais:

    Bolsonaro afasta vice-líder do governo flagrado com dinheiro na cueca

    Bolsonaro diz que dará voadora no pescoço de quem for pego flagrado em corrupção

    Vice-governador se pronuncia um dia após ser alvo da Operação Sangria



    Comentários