Fonte: OpenWeather

    Abuso sexual


    Homem é preso por estuprar, durante 26 anos, menina que vivia nas ruas

    Um homem de 67 anos foi preso nesta terça-feira (29), suspeito de estuprar uma menina que vivia nas ruas durante 26 anos. Ele é investigado há seis meses pelos estupros, por diversas agressões e cárcere privado

     

    A vítima teria sido abordada com 12 anos de idade enquanto pedia dinheiro nas ruas. O homem a levou para casa com a promessa de dar emprego e abrigo para ela.
    A vítima teria sido abordada com 12 anos de idade enquanto pedia dinheiro nas ruas. O homem a levou para casa com a promessa de dar emprego e abrigo para ela. | Foto: Divulgação

    Manaus (AM) - Um homem de 67 anos foi preso nesta terça-feira (29), suspeito de estuprar uma menina que vivia nas ruas durante 26 anos. Ele é investigado há seis meses pelos estupros, por diversas agressões e cárcere privado. A prisão aconteceu em Arraial do Cabo (RJ), segundo informações do Extra.

    A vítima teria sido abordada com 12 anos de idade enquanto pedia dinheiro nas ruas. O homem a levou para casa com a promessa de dar emprego e abrigo para ela.

    Apresentada como filha de um antigo relacionamento para a família do suspeito, a garota começou a sofrer os abusos dois dias depois de chegar na casa.

    Logo, ela começou também a ser estuprada e até engravidou do homem. Ela também sofria ameaças de voltar para as ruas, caso contasse algo para a família.

    A criança era agredida com socos e recebeu ameaças de morte já adulta, quando começou a namorar e tentou sair da casa. A esposa do suspeito também passou a ser agredida.

    Com a ajuda do irmão, a vítima conseguiu chamar a polícia. O homem vai responder por estupro de vulnerável e cárcere privado, além de coação durante o processo.

    * Com informações do Portal Extra

    Leia mais em:

    Homem é preso em flagrante ao estuprar mulher em festa de Natal

    Menina relata estupro para 'amiguinha' de escola e padrasto é preso

    Vídeo mostra briga que terminou em assassinato de capoeirista


    Comentários