Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Em ataque rápido, presidiário é morto com 15 tiros na Glória

    Homem foi alvejado por homens que fugiram em veículo de modelo Fiat Uno


    Manaus - Um homem, que usava uma tornozeleira eletrônica do sistema prisional do Amazonas, foi executado com mais de 15 tiros na noite desta terça-feira (10). O crime ocorreu na rua Primeiro de julho, na Glória, Zona Oeste de Manaus. Os suspeitos de cometer o crime fugiram rapidamente do local e ainda não foram identificados.

    De acordo com o sargento da 5ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Max Well, testemunhas informaram à equipe que os suspeitos fugiram em um carro, modelo Fiat Uno. 

    "Os moradores não falaram muita coisa sobre o crime. Eles relataram apenas que os homens (atiradores) fugiram em um veículo, com placa final 1738. Eles não conseguiram ver as letras", explicou o policial militar.

    Leia também: Vídeo: Mulher é perseguida e morta dentro de loja no Centro de Manaus

    A vítima estava usando tornozeleira eletrônica
    A vítima estava usando tornozeleira eletrônica | Foto: Marcely Gomes

    Ainda segundo a polícia, o homem, identificado apenas como "Chuck", estava andando na via pública quando foi abordado pelos suspeitos. Eles estavam dentro do carro, mas ao identificar a vítima, saíram do veículo e realizaram diversos disparos na direção do homem.

    Conforme uma moradora das proximidades, que não quis ter o nome revelado, o número de tiros disparados causou pânico entre os moradores, que tentaram se esconder para não serem vítimas de balas perdidas. Ela estava fazendo compras em um comércio quando ouviu os disparos.

    "Achei que era alguém brincando com aquelas bombinhas de São João, mas quando saí, eu vi o homem caído no chão e as pessoas tentando fugir dos tiros. Foi terrível!", disse a dona de casa.

    Várias capsulas calibre 380 foram encontradas pelo local do crime
    Várias capsulas calibre 380 foram encontradas pelo local do crime | Foto: Marcely Gomes

    Cápsulas deflagradas foram encontradas por todo o local do crime e recolhidas pelos peritos. Elas farão parte do inquérito policial aberto pela Polícia Civil para investigar o crime. Familiares estavam no local, mas preferiram não comentar o caso com a imprensa.

    O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML), após passar por perícia. O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

    Leia mais:

    Vídeo: Polícia procura por dupla que matou motociclista em assalto

    População se revolta e agride suspeito de assalto até a morte no AM

    Apreensão de armas de fogo cresce 15% em 2018, no Amazonas

    Comentários