Fonte: OpenWeather

    Estupro de vulnerável


    Vizinhos flagram pai estuprando filha em casa na Zona Leste de Manaus

    À polícia, a adolescente relatou que vinha sendo abusada sexualmente pelo pai desde os oito anos de idade. Hoje, com 13 anos, ela está sob custódia do Estado em um abrigo na capital amazonense

    Vizinhos denunciaram o caso após terem flagrado por uma fresta na parede do imóvel
    Vizinhos denunciaram o caso após terem flagrado por uma fresta na parede do imóvel | Foto: Divulgação

    Manaus - Um homem de 53 anos foi preso, na noite de quarta-feira (11), sob acusação de ter estuprado a própria filha, uma adolescente de 13 anos, na comunidade Nova Conquista, bairro Tancredo Neves, Zona Leste de Manaus. O crime foi descoberto após vizinhos da vítima denunciarem os fatos à Polícia Militar.

    Segundo informações da 14ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a prisão do homem ocorreu por volta das 22h30. Vizinhos denunciaram o caso após terem flagrado por uma fresta (abertura) na parede do imóvel o momento em que pai e filha mantinham relações sexuais.

    A menina confirmou os abusos sexuais e relatou aos policiais militares que vinha sendo estuprada pelo pai desde os oito anos de idade. Ela ainda afirmou que, em alguns casos, o oferecia dinheiro para ela não contar sobre os abusos. 

    Leia também: Homem mata mulher a facadas na casa em que viviam com filhos em Manaus

    O homem responderá por estupro de vulnerável
    O homem responderá por estupro de vulnerável | Foto: Josemar Antunes

    Os policiais chegaram a questionar a mãe da adolescente, mas ela informou desconhecer os estupros relatados pela filha. O homem foi detido e levado para a Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), onde negou os crimes.

    De acordo com a delegada Joyce Santana, plantonista da Depca, o suspeito será levado, na tarde desta quinta-feira (12), para audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch Reis, onde o juiz decidirá pela prisão ou liberdade do acusado.

    “Caso seja confirmado os abusos sexuais, por meio de exame de conjunção carnal, solicitado pela Polícia Civil junto ao Instituto Médico Legal (IML). O homem deve responder pelo crime de estupro de vulnerável, a uma pena de oito a quinze anos de detenção, período que deve ser determinado pelo juiz”, explicou a delegada Joyce Santana.

     A criança está em um abrigo sob custódia do Estado. No local, ela receberá orientações psicológicas até o desfecho do caso.

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais: Mãe é presa suspeita de criar quarto para companheiro abusar da filha

    Homem é preso suspeito de estuprar menina de sete anos em Tefé

    Suspeito de trancar e estuprar menina de 14 anos é preso em Alvarães

    CIDADANIA - ELEIÇÕES 2018

    Comentários