Fonte: OpenWeather

    Tudo para roubar


    ‘Quis assustar minha sogra’, diz mulher presa por morte de cunhada

    Fria e calculista, Thais Alves, de 32 anos, diz que arquitetou todo o crime, inclusive contratando um homem para entrar na casa da vítima e furtar mais de R$ 7 mil. Dinheiro foi apreendido pela polícia

    Thais foi presa horas após o crime. Polícia diz que o depoimento dela ainda é contraditório
    Thais foi presa horas após o crime. Polícia diz que o depoimento dela ainda é contraditório | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    Manaus - "Eu não queria matar ninguém. Só queria dar um susto na minha sogra". Foi com essa frieza que Thais Rejane Barbosa Alves, de 32 anos, argumentou sobre a autoria do assassinato da cunhada Luana Freire de Souza, de 19 anos, encontrada morta a facadas dentro de casa. O crime aconteceu por volta das 11h dessa segunda-feira (3), na rua C, conjunto Ouro Verde, bairro Coroado, Zona Leste de Manaus, onde a vítima recebeu seis facadas. 

    A prisão de Thais Rejane aconteceu durante à noite de ontem, mesma data do crime, após os investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) chegarem à conclusão que ela era responsável pela morte da cunhada. Thais foi quem encontrou o corpo de Luana em cima da cama. A faca usada no crime estava ao lado do cadáver. Além disso, mais de R$ 7 mil foi levado do imóvel, que estava todo revirado. 

    Após a prisão, Thais confessou o crime e alegou que estava chateada com a sogra, que a acusou do sumiço de uma quantia em dinheiro. Diante dessa acusação, Thais Rejane revelou que fez contato com um homem, identificado apenas como "Wills", para furtar o dinheiro referente ao dízimo da igreja, em que a mãe da vítima é tesoureira. 

    A mulher foi apresentada na manhã desta terça-feira (4), pela Polícia Civil do Amazonas
    A mulher foi apresentada na manhã desta terça-feira (4), pela Polícia Civil do Amazonas | Foto: Josemar Antunes/Em Tempo

    "Eu estou arrependida. Não era para matar a Luana, pois era apenas para dá um susto na minha sogra, que me acusou de roubar dinheiro. O clima estava chato dentro de casa e, por isso, contratei esse homem para apenas furtar o dinheiro, para que a minha sogra não tivesse como devolver. Eu marquei três encontros com o Wills, que nem sei se é esse o nome dele", declarou Thais, com aspecto frio e calculista. 

    Durante as investigações, a equipe da DEHS localizou cerca de R$ 7,9 mil. O valor estava escondido embaixo da cama de um inquilino, que mora no térreo da casa. 

    "As informações ainda são desencontradas. Thais coloca uma terceira pessoa na cena do crime, o que acreditamos ser uma invenção. Entretanto, as investigações irão continuar para verificar se há participação desse homem no crime", explicou delegado Orlando Amaral. 

    Thais foi autuada em flagrante por homicídio qualificado. Ao término dos procedimentos na unidade policial, ela será apresentada à audiência de custódia, no Fórum Henoch Reis, no bairro São Francisco, Zona Sul da capital. 

    Confira reportagem da TV Em Tempo

    Presa por matar cunhada | Autor: TV Em Tempo


    Leia mais:

    Cunhada matou adolescente a facadas no Ouro Verde, afirma delegado

    Assassino confesso de PM matou após assistir mulher apanhar em Manaus

    Professor agredido na Zona Leste de Manaus morre em hospital



    Comentários