Fonte: OpenWeather

    Violência


    Idosa e sobrinho são mortos com a cabeça esmagada em casa, no Hiléia

    Eles foram encontrados despidos em seus respectivos banheiros, dentro dos quartos. A polícia e a família desconhecem o motivo do crime

    | Foto: Marcely Gomes/Em Tempo

    Manaus - Uma mulher identificada como Arlete Pereira de Araújo, de 70 anos, e um homem identificado como Alexandro Matheus Araújo de Lima, de 31 anos, tia e sobrinho respectivamente, foram mortos na tarde desta terça-feira (4), dentro de uma residência localizada na rua 10, do conjunto Hiléia, na Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus. Há 10 anos, o avô de Alexandro teria sido morto dentro da mesma residência, estrangulado com uma corda durante um assalto.

    Os corpos das vítimas estavam despidos, com a cabeça esmagada no chão do banheiro. O do sobrinho estava do quarto dele e da senhora no banheiro do quarto dela. De acordo com a polícia, um amigo chegou até o local depois de sentir falta de Alexandro no trabalho. Ao chegar a residência, encontrou tudo fechado, e chamou a polícia. 

    "Quando chegamos, tivemos que pedir apoio de um chaveiro para abrir a casa. Quando entramos, encontramos tudo revirado. Preservativos usados estavam espalhados pela casa. Não há informações do que teria motivado o crime nem quantos suspeitos teriam participado da ação criminosa", disse um tenente da 17ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom).

    Conforme a irmã de Alexandro, Marizete Araújo de Lima, ele não tinha envolvimento com nada ilícito e que ninguém teria feito ameaça a ele. "Eu desconheço o que teria motivado esse crime. Ele era uma pessoa trabalhadora, de bem, não fazia mal para ninguém", falou.

    Os corpos foram removidos do local do crime pelos funcionários do Instituto Médico Legal (IML) e o caso será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

    Confira a reportagem da TV Em Tempo.

    Confira a reportagem | Autor: TV Em Tempo

    Leia mais:

    Preso homem que estuprou sobrinha várias vezes até gravidez, em Manaus

    ‘Quis assustar minha sogra’, diz mulher presa por morte de cunhada

    Padrasto é preso por abusar de enteada de 13 anos em Manaus

    Comentários