Fonte: OpenWeather

    Estupro de vulnerável


    Preso vizinho que estuprou irmãs gêmeas de 10 anos em Manaus

    As crianças estavam na casa do abusador, pois a mãe delas era amiga da esposa dele, quando ficaram sozinhos e ele aproveitou a ocasião para cometer o crime

    A ação foi deflagrada por policiais civis da Depca
    A ação foi deflagrada por policiais civis da Depca | Foto: Erlon Rodrigues/PC-AM

    Manaus - Antônio Barroso da Silva, de 68 anos, foi preso na manhã de quinta-feira (16), por volta das 11h, pela equipe da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), em cumprimento a mandado de prisão em razão de sentença condenatória por estupro de vulnerável cometido contra irmãs gêmeas, de 10 anos, ocorrido em dezembro de 2009.

    De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da Depca, o homem foi preso em via pública no conjunto Vila Real, bairro Cidade Nova, zona norte da capital. Na ocasião do crime, as crianças, que eram vizinhas do infrator, estavam na casa do indivíduo, pois a mãe delas era amiga da esposa dele, quando ficaram sozinhos e ele aproveitou a ocasião para cometer o crime. 

    “Após a expedição da sentença condenatória, policiais foram até o endereço de Antônio para prender ele. No momento da abordagem, o homem estava em posse de dois documentos de identidade, sendo um deles falsificado. Durante depoimento, o indivíduo admitiu a autoria da falsificação e foi indiciado por falsificação de documento público”, informou a Coelho. 

    Segundo a delegada, o mandado foi expedido na terça-feira (14), pela juíza Articlina Oliveira Guimarães, da 2° Vara Especializada em Crimes contra a Dignidade Sexual da Criança e do Adolescente. 

    Procedimentos 

    Antônio foi sentenciado a nove anos e quatro meses em regime fechado, além de ser indiciado por falsificação de documento público. Ele foi encaminhado à Especializada para os procedimentos cabíveis e depois irá para o Centro de Detenção Provisória de Manaus (CDPM).

    *Com informações da assessoria

    Comentários