Fonte: OpenWeather

    Violência


    Maníaco rouba, estupra e espanca mulher na frente da mãe dela no AM

    Com poucas chances de defesa e sendo ameaçada com uma faca, a mulher acabou sendo estuprada e espancada na frente da mãe, uma idosa, que não teve como defendê-la

    O homem disse que estava em Humaitá para cometer crimes
    O homem disse que estava em Humaitá para cometer crimes | Foto: Divulgação

    Humaitá - Um homem agressivo, frio e que foi capaz de violentar sexualmente uma mulher, de 36 anos, na frente da mãe dela, uma idosa. Um suspeito que tem o perfil, considerado pela polícia, de maníaco, mas que não ficou impune na última segunda-feira (1º). Ele acabou preso após o ataque feito em um Humaitá  (a 696 km de Manaus). 

    O homem surpreendeu a vítima dentro da residência dela, na rua Monteiro, bairro de Santo Antônio. Por volta da 22h30, o homem, que aparenta ter entre 35 e 40 anos, invadiu o imóvel com o objetivo de cometer um roubo, mas ao perceber que a vítima estava apenas acompanhada da mãe, ele começou a praticar os abusos sexuais.  

    Com poucas chances de defesa e sendo ameaçada com uma faca, a mulher acabou sendo estuprada e espancada na frente da mãe, que não teve como defendê-la. 

    Após cometer o crime, o suspeito fugiu da residência com uma quantia de R$ 151, que conseguiu subtrair das vítimas. O que ele não espera é que mesmo debilitada, a vítima conseguiu sair para procurar ajuda. 

    Um cunhado da mulher acionou uma viatura do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM), que fazia patrulhamento na localidade. Durante uma rápida busca, a equipe policial conseguiu localizar o suspeito. Ele já havia sido capturado e estava sendo agredido pela população revoltada. 

    Policiais do 4º BPM conseguiram apreender a faca usada no crime e recuperar o dinheiro da vítima. A mulher reconheceu o homem e ele acabou preso em flagrante. 

    Em breve depoimento, o suspeito explicou que era morador do município do Boca do Acre e estava em Humaitá com a intensão de cometer crimes. Ele foi encaminhado ao 8º Distrito Integrado de Polícia (DIP) de Humaitá para providencias legais cabíveis.

    Comentários