Fonte: OpenWeather

    Polícia


    PC orienta vítimas a procurarem 1º DIP para reconhecerem 22 suspeitos

    Ao todo, 22 pessoas foram abordadas, identificadas e qualificadas no inquérito policial por roubos e furtos

    De acordo com a Polícia Civil, das 22 pessoas, 20 tinham passagem pela polícia por crimes de roubo e tráfico de entorpecente | Foto: Divulgação/SSP

    Manaus - Com o objetivo de identificar indivíduos que praticam roubos na área central de Manaus, a Polícia Civil do Amazonas (PC-AM) e a Polícia Militar do Amazonas (PMAM) deflagraram, na manhã desta sexta-feira (24), a operação Centro Seguro. Ao todo, 22 pessoas foram abordadas, identificadas e qualificadas no inquérito policial. A PC orienta as vítimas a procurarem o 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para reconhecerem os suspeitos.

    De acordo com a Polícia Civil, das 22 pessoas, 20 tinham passagem pela polícia por crimes de roubo e tráfico de entorpecentes. Um dos indivíduos responde a cinco processos na Justiça por crime contra o patrimônio. Um foi detido pelo delito de receptação culposa.

    Conforme o delegado Raul Neto, titular da Seccional Sul, a operação é uma determinação da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) para identificar indivíduos que praticam roubos e furtos no Centro.“Há cerca de dez dias, começamos o monitoramento e conseguimos identificar nove alvos que seriam responsáveis por comandar as ações criminosas. Na manhã de hoje (ontem), com o apoio da Polícia Militar, conseguimos deflagrar essa ação, com 22 pessoas qualificadas e identificadas para futuras ações policiais”, explicou.

    À frente do 1º DIP, o delegado Marcos Arruda afirmou que as investigações continuam para que possam ser identificadas mais vítimas desses indivíduos
    À frente do 1º DIP, o delegado Marcos Arruda afirmou que as investigações continuam para que possam ser identificadas mais vítimas desses indivíduos | Foto: Divulgação/SSP

    À frente do 1º DIP, o delegado Marcos Arruda afirmou que as investigações continuam para que possam ser identificadas mais vítimas desses indivíduos. Segundo ele, as vítimas podem se dirigir à unidade policial para que as providências cabíveis sejam tomadas. As informações das vítimas são importantes para que sejam pedidas à Justiça as medidas necessárias, sejam mandados de prisão ou outros. 

    Denúncias

    O tenente-coronel Luiz Navarro, responsável pelo Comando de Policiamento da Área Sul (CPA Sul), destacou o trabalho integrado na operação. “Recebemos informações da população por conta dos furtos que ocorrem naquela área. De imediato, planejamos a operação e chegamos à localização desses indivíduos que praticam furtos naquela área. O trabalho continua e estamos nas ruas”, afirmou.

    Quem tiver informações que ajudem o trabalho policial pode ligar, sob sigilo, para o 181, o Disque-Denúncia da SSP-AM, ou ainda para o 190, do Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops).

    Com informações da assessoria*

    Comentários