Fonte: OpenWeather

    Pesquisa de organização Mexicana


    Manaus é uma das cidades mais violentas do mundo, diz pesquisa

    Somente em janeiro de 2018, foram registrados 3.730 roubos e 3.163 furtos no banco de dados da SSP-AM

    Manaus foi considerada a 34ª cidade mais violenta do mundo, em 2017 | Foto: Márcio Melo

    Manaus - A capital amazonense foi considerada a 34ª cidade mais violenta do mundo, em 2017, segundo uma pesquisa divulgada na última quarta-feira (8), pela Organização de Sociedade Civil Mexicana de Segurança, a capital amazonense registrou 1.024 homicídios para uma população de 2.130,2264 habitantes, uma taxa de 48,07 homicídio a cada 100 mil habitantes.

    Ao todo, 17 cidades brasileiras com mais de 300 mil habitantes listadas no ranking, que é encabeçado pela mexicana Los Cabos - com 111,33 homicídios por 100 mil habitantes, em 2017 - e pela capital venezuelana, Caracas - com 111,19 homicídios.

    Das cidades brasileiras Natal (RN) aparece em quarto lugar, com 102,56 homicídios por 100 mil habitantes. Para se ter uma ideia, a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera uma taxa acima de 10 homicídios por 100 mil habitantes como característica de violência epidêmica.

    Leia também: SSP aponta redução, mas população reclama da violência em Manaus

    Outras cidades brasileiras que aparecem no ranking são Fortaleza (CE), Belém (PA), Vitória da Conquista (BA), Maceió (AL), Aracaju (SE), Feira de Santana (BA), Recife (PE), Salvador (BA), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Macapá (AP), Campos de Goytacazes (RJ), Campina Grande (PB), Teresina (PI) e Vitória (ES).

    O crescimento da violência em cidades menores sobretudo, do Norte e Nordeste brasileiros.
    O crescimento da violência em cidades menores sobretudo, do Norte e Nordeste brasileiros. | Foto: Janailton Falcão

    O crescimento da violência em cidades menores, sobretudo do Norte e Nordeste brasileiros, alarma especialistas há mais de uma década. Como o Brasil não investiga seus homicídios (mais de 90% deles ficam impunes), é difícil identificar com total certeza as relações de causa e consequência no que diz respeito à violência urbana.

    Mas estudiosos do tema apontam fenômenos como guerra de facções criminosas, avanço do tráfico de drogas e crescimento urbano sem a oferta de serviços de segurança eficazes como alguns dos motivos mais prováveis para a explosão da taxa de homicídios em cidades outrora pacatas.

    Manaus

    A onda de violência nos primeiros dois meses deste ano causou terror e insegurança para moradores e turistas que visitaram a capital amazonense. Somente em janeiro, 3.730 roubos e 3.163 furtos foram registrados no banco de dados da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM).

    Em um levantamento de matérias publicadas pelo portal Em Tempo, entre os meses de janeiro e fevereiro, foram registrados 75 homicídios na capital, uma média aproximada, de duas mortes por dia em Manaus. O levantamento apontou ainda que, nos primeiros 59 dias de 2018, oito pessoas morreram vítimas de latrocínios e outras 20 sofreram tentativa de homicídio com uso de arma de fogo ou de arma branca.

    Edição: Lívia Nadjanara

    Leia mais: 

    'Justiceiro' mata suposta assaltante e bala atinge barriga de grávida

    Presa suspeita de decapitar traficante no Viver Melhor, diz polícia

    Túnel é encontrado em presídio com mais de 1,5 mil presos em Manaus

    Comentários