Fonte: OpenWeather

    NOTAS DA CONTEXTO


    “ZFM dá incentivo a beneficiário do Bolsa Família”, diz jornal

    Segundo o jornal Folha de SP, a Zona Franca de Manaus concede descontos tributários para empresas que têm como sócios, beneficiários do Bolsa Família, suspeitos de figurarem como laranjas em operações fraudulentas.

    A Zona Franca recebe cerca de R$ 25 bilhões em benefícios do governo | Foto: Charge / Malika

    São Paulo não deixa de cutucar a Zona Franca de Manaus, isto é fato.

    Matéria de capa publicada pelo Folha de S. Paulo no domingo (13) é de fazer chorar de vergonha. De acordo com o jornal, a Zona Franca de Manaus concede descontos tributários para empresas que têm como sócios beneficiários do Bolsa Família, suspeitos de figurarem como laranjas em operações fraudulentas. A constatação é de autoria do Tribunal de Contas da União, “que apurou evidências de ilicitudes nas transações com companhias da região”, relata o jornal paulista.

    Indústrias fantasmas

    O jornal revela que auditores do TCU suspeitam que parte das empresas “simulem a venda de insumos para indústrias do Norte, algumas delas fantasmas, a fim de gerar endividamento dos créditos tributários”.

    Favorece fraudes

    Os auditores apontam falhas na fiscalização o que favorece fraudes.

    “A Zona Franca recebe cerca de R$ 25 bilhões em benefícios do governo”.

    Renúncia tributária

    Diz ainda o Folha que o TCU analisou venda de produtos de 2014 a 2017, período em que a renúncia tributária foi de R$ 105 bilhões.

    O relatório diz que 2.721 micro e pequenas empresas fizeram operações em montantes superiores aos que, por lei, podem faturar.

    Laranjas

    Para identificar laranjas, foi feito o cruzamento com o cadastro do Bolsa Família. Em 36 casos, os sócios estavam inscritos como beneficiários do programa.

    Eles integram famílias que por lei devem ter renda per capta de R$170 mensais, mas têm registro de empresários.

    Suframa apura

    A Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) foi procurada. E garantiu que já ter identificado todos os pontos da auditoria, adotando providências.

    Bem-vindo, Xerife!

    As boas-vindas ao Giuliani Security & Safety, grupo da consultoria de segurança de Rudolph Giuliani foi em alto estilo.

    A fuga de 35 presos do Centro de Detenção Provisória de Manaus 2 (CDPM 2) será a primeira oportunidade para que o ex-prefeito de Nova Iorque (EUA) mostre que os mais de R$ 5 milhões pagos pelo Estado valeram a pena.

    Que isso, companheiro?

    Núbia Freitas, esposa do vice-prefeito de Manacapuru, Raimundo França, conhecido como Capela, usou as redes sociais para acusar o deputado estadual Josué Neto (PSD) de ter agredido seu marido verbal e fisicamente.

    Jogou na cara

    O quiproquó , segundo ela, aconteceu no domingo (13), durante o evento de entrega da rede de energia do Programa Luz para Todos, na Comunidade Jaiteua, na Zona Rural do município.

    Capela teria falado mal do parlamentar, que não gostou nada da atitude e partiu para briga.

    — Um pessoa que um dia fomos pra rua pedir voto falou que meu marido estava falando mal dele. Poderia ter chamado meu marido para conversar e tirar dúvida –, disse na publicação.

    Voto do Mutuca

    A 35ª edição do Campal do Mutuca, em Autazes, evento que reúne mais de 5 mil fiéis da Igreja Adventista, teve a presença de dois políticos no final de semana.

    O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), David Almeida (PSB), e o deputado federal Gedeão Amorim (MDB).

    Fiel antigo

    David é adventista desde criança e frequenta o evento há muitos anos. Ano passado, inclusive, esteve na reunião na condição de governador do Amazonas. Já Gedeão foi uma novidade. Nas fotos divulgadas pela assessoria, no entanto, ele aparece bem entrosado com os irmãos.

    Em nome da fé

    É verdade que a Igreja Adventista não se envolve oficialmente nos processos eleitorais. Mas não custa nada tentar ganhar a simpatia dos fiéis e atrair votos, não é?

    Hora de mamar

    Preocupada com o bem-estar e valorização de suas servidoras, a Procuradoria Geral de Justiça do Ministério Público do Amazonas instituiu a redução de duas horas da jornada de trabalho das funcionárias que amamentam.

    O ato 075/2018PGJ foi publicado no Diário Oficial Eletrônico do órgão em 11 de maio,

    Orientação da OMS

    A publicação diz que a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde recomendam o aleitamento materno exclusivo por 6 meses e complementado até os dois anos de idade ou mais.

    Mirem-se no exemplo

    A iniciativa já vem sendo aplicada em outros órgãos públicos, como Câmara dos Deputados, Senado Federal, Tribunal de Contas da União (TCU), Tribunal Superior do Trabalho (TST), Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Ministério Público da União (MPU).

    Olho no IPTU

    Fique ligado.

    Termina nesta terça-feira (15), o prazo para o pagamento da terceira parcela do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

    Evite a multa

    Para quem optou pelo parcelamento do IPTU 2018, o pagamento em dia das parcelas evita acréscimo de juros e multa.

    Comentários