Fonte: OpenWeather

    Notas do Contexto


    Notas da Contexto: Quanto custa o sonho de ser desembargador no AM?

    Dinheiro investido em propaganda, contratação de marqueteiro, assessor de imprensa, pagamento de anuidade da OAB/AM, corpo-a-corpo. Tudo isso para ser desembargador?

    A eleição para uma vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas pelo Quinto Constitucional da OAB está ganhando proporções de disputa para um cargo eleitoral | Foto: Charge/Malika
    A eleição para uma vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas pelo Quinto Constitucional da OAB está ganhando proporções de disputa para um cargo eleitoral
    A eleição para uma vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas pelo Quinto Constitucional da OAB está ganhando proporções de disputa para um cargo eleitoral | Foto: Charge/Malika

    Manaus - A eleição para uma vaga de desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas pelo Quinto Constitucional da OAB está ganhando proporções de disputa para um cargo eleitoral para o Congresso Nacional.

    Dinheiro investido em propaganda, contratação de marqueteiro, assessor de imprensa, pagamento de anuidade da OAB/AM, corpo-a-corpo e outros artifícios “meramente eleitoreiros”.

    Alfinetada

    A situação rendeu comentário de um membro da Corte de Justiça:

    — A OAB tá pegando fogo! Taí uma coisa que a AMAZON (Associação dos Magistrados do Amazonas) deveria levar para o congresso da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros) e reivindicar o fim do Quinto.

    Acabem o Quinto

    Esse membro propôs levar todos os vídeos e notícias que estão acontecendo aqui no estado do Amazonas.

    —Isso seria um grande argumento para que a AMB se posicionasse junto ao Congresso para acabar com esse Quinto – detonou.

    Entrar como General

    Segundo o magistrado, são vagas que deveriam ser exclusivamente da magistratura

    — Quem quer ser magistrado que faça concurso. É o mesmo que entrar no Exército já direto no cargo de General.

    Ciro vem brincar de boi

    O pré-candidato à presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, chega a Manaus no dia 29 de junho. Na agenda, uma palestra na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e um pulo na primeira noite do Festival Folclórico de Parintins.

    Visitante

    De acordo com o presidente nacional da legenda, Carlos Lupi, esta é a primeira vez que o pedetista percorre a Região Norte e o Amazonas como presidenciável para falar sobre os planos para o Brasil.

    Perigo vem do céu

    Manchete do EM TEMPO de quarta-feira (23) sobre a retirada do aeroclube do perímetro urbano de Manaus será discutida hoje, às 9h, pela Comissão de Trânsito e Transporte da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

    Depois da ponte

    A ideia é transferir o aeroclube para uma área na rodovia Manoel Urbano, que liga Manaus ao município de Iranduba.

    Jornal no Parlamento

    Com a primeira página do EM TEMPO em mãos, o deputado estadual Sabá Reis (PR) fez elogios ao jornal e parabenizou a jornalista Ana Luiza Santos pela matéria ‘Transferência do aeroclube volta a ser discutida após novo acidente’, publicada na manchete da edição do ontem (23).

    Manchete

    Quem também fez coro à qualidade do jornal foi o deputado Carlos Alberto (PRB).

    — O EM TEMPO diz na capa: ‘O perigo vem do céu’ e é exatamente isso. Excelente observação do jornal – disse o parlamentar.

    Amigos, amigos...

    Algo incomum aconteceu na sessão de votação de ontem (23) da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas.Os deputados Luiz Castro (Rede) e Zé Ricardo (PT) votaram de forma diferente... votos à parte!

    A divergência aconteceu durante a aprovação do projeto 86/2018, oriundo do Ministério Público do Estado do Amazonas, que estabelece a criação de 72 cargos de assessor jurídico para atuarem no interior.

    Cada um na sua

    Enquanto o petista propôs uma emenda para que a demanda do MP fosse suprida por meio da realização de um concurso público, o parlamentar da Rede disse que pela necessidade de atendimento do órgão no interior, não é sensato esperar a realização do certame.

    — Infelizmente, hoje teria que votar de forma contrária ao colega Zé Ricardo – disse Luiz Castro.

    De olho no xerife!

    O chefe da Casa Civil do Estado designou o tenente-coronel da Polícia Militar José Almir Cavalcante Rodrigues para fiscalizar a execução do contrato de mais de R$ 5 milhões, firmado entre o governo e o escritório Giulini Security & Safety, do ex-prefeito de Nova Iorque (EUA) Rudolph Giuliani.

    Arena vigiada

    O Estado vai pagar R$ 2.444.176,80 à Porto Seguro Serviços de Vigilância e Segurança para prestar o serviço de vigilância e segurança patrimonial armada e não armada na Arena da Amazônia, Vila Olímpica, estádio Carlos Zamith, Colina, Arena Amadeu Teixeira e nos ginásios Renné Monteiro e Elias Assayag.

    O contrato teve início dia 2 de maio e se estende por 12 meses.

    Pedido negado

    Em decisão monocrática, o conselheiro Julio Cabral, do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), negou pedido de medida cautelar interposto pela empresa Locamil Serviços Eireli, a fim de revogar o pregão eletrônico N.º 320/2018, realizado pela Comissão Geral de Licitação (CGL) em favor da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP).

    Viaturas

    A licitação foi para locação de veículos modelo pick-up, para serem usados como viaturas policiais descaracterizadas, com o intuito de atender às ações das companhias interativas comunitárias da Polícia Militar do Amazonas na capital e região metropolitana.

    Conselho do CNJ

    O senador Eduardo Braga (MDB-AM) apoiou a indicação do conselheiro Henrique Almeida Ávila para novo mandato de dois anos no Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

    Justiça ágil

    A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) aprovou o nome de Ávila por unanimidade ontem (23)

    — Ele demonstrou comprometimento com medidas para tornar a Justiça mais ágil e eficaz – disse Eduardo.

    Comentários