Fonte: OpenWeather

    Entrevistas Senado


    Candidato ao Senado, Luís Castro destaca propostas na TV em Tempo

    Além de dizer que abrirá mão de certos privilégios salariais como senador, Castro destacou projetos para economia do Estado, BR 319, segurança e educação

    Luiz Castro falou que quer combater o tráfico de drogas com a força da Polícia Federal | Foto: Em Tempo

    Confira reportagem | Autor: TV Em Tempo

    Manaus - O candidato ao Senado Federal pelo Amazonas, deputado estadual, Luiz Castro (Rede) foi o primeiro a ser entrevistado na rodada de entrevista aos candidatos a senado da TV Em Tempo. Na entrevista, que ocorreu na manhã desta quarta-feira (12), ele falou sobre  saúde, educação, geração de emprego e renda, entre outros.

    No segundo bloco do Programa Agora, o candidato disse abrir mão de 25% dos seus privilégios como senador - caso for eleito - abrangendo os benefícios de plano de saúde e pensão vitalícia incluindo ele e a família. "Os senadores não podem mais viver com privilégios exagerados. Isso é vivido somente no Brasil. Este dinheiro pode ser aplicado em outras coisas, acredito", prometeu o candidato.

    Zona Franca de Manaus

    Sobre manter o modelo da Zona Franca de Manaus (ZFM) e estabelecer uma camada de proteção contra possíveis ataques, como a baixa da alíquota deste ano, ele dialogou sobre a unificação dos governos do Norte.

    "Um senador sozinho não pode fazer muita coisa, mas juntos com deputados e senadores de outros Estados, podemos criar medidas mais resistentes e influenciáveis a favor da Amazônia. Pretendemos formar uma equipe técnica articulando com os ministérios e agilizar os processos produtivos básicos. Queremos restabelecer a Suframa, também, como uma agência forte no desenvolvimento do mercado regional", comentou.

    "Vou fiscalizar os hospitais pessoalmente", prometeu Castro
    "Vou fiscalizar os hospitais pessoalmente", prometeu Castro | Foto: Nícolas Daniel Marreco/Em Tempo

    BR 319

    Sobre a continuação da pavimentação da rodovia BR-319, ele disse que medidas alternativas também são parte do pacote de medidas que quer implementar. No tema da saúde, ele disse que quer integrar os municípios, levando parte da realidade estrutural manauense para os interiores.

    "Não quero que continue sendo preciso um paciente ser transferido para a capital para realizar um procedimento prático de cirurgia. Vou fiscalizar pessoalmente essa situação. Principalmente, as maiores unidades de urgência e emergência da capital (HPS 28 de Agosto e HPS João Lúcio) que recebem recursos federais para o funcionamento. Precisamos alinhar as políticas de saúde com o governo federal, pois estamos inadequados nesta questão", afirmou.

    Segurança e educação

    Questionado sobre os altos índices de criminalidade do Estado, ele disse que quer integrar as Forças Armadas, convocando a Polícia Federal (PF) a combater com armamento pesado as forças do narcotráfico. "Vou dialogar com o ministério da segurança pública e generais do setor", projetou.

    O candidato disse que quer melhorar o programa Jovem Aprendiz
    O candidato disse que quer melhorar o programa Jovem Aprendiz | Foto: Em Tempo

    Na construção da cidade universitária, projeto abandonado há quatro anos, Castro não ofereceu detalhes, mas disse que irá dialogar com o o governador eleito para, também, melhorar as redes interioranas da Universidade Estadual do Amazonas (UEA).

    "Vamos trabalhar com medidas estruturais para investir nos centros educacionais. Também quero aumentar os recursos do programa Jovem Aprendiz e implementar  a educação integral e os projetos de contraturno. Assim, incentivar mais a entrada e capacitação dos jovens no mercado de trabalho e a produção cultural pelas práticas desportistas", terminou.

    Leia mais

    Combate à 'velha política' marca último debate da TV Em Tempo

    Começa transporte das primeiras urnas eleitorais no Amazonas

    Nejmi Aziz recebe adesão a propostas em municípios da calha do Madeira

    CIDADANIA - ELEIÇÕES 2018

    Comentários