Fonte: OpenWeather

    Eleições 2018


    Plínio Valério surpreende e é eleito senador pelo Amazonas

    O vereador Plínio Valério (PSDB) e Eduardo Braga (MDB) agradeceram os votos que os levaram para o Senado, por meio das redes sociais.

    Plínio Valério é eleito senador pelo Amazonas
    Plínio Valério é eleito senador pelo Amazonas | Foto: Divulgação

    Manaus - As eleições do pleito de 2018 no Amazonas trouxe surpresas. Embora eleito com 606.447 mil votos (18,43%), Eduardo Braga quase perdeu a vaga para o candidato  Luís Castro.Outra surpresa deste domingo (7), foi o nome do vereador Plínio Valério (PSDB), como o senador mais votado do Amazonas.

    Apoiado pelo prefeito Arthur Neto, Plínio ocupará a 1ª vaga do Senado, com 834.535 votos (25,37%). Até o fechamento desta edição, 99,91% das urnas haviam sido apuradas.

    Promessa de transparência e responsabilidade

    Natural do município de Juruá, o  senador eleito Plínio Valério agradeceu  através de uma live no Facebook os mais de 833 mil votos que recebeu do eleitorado amazonense e disse que irá retribuir a escolha do voto com transparência e responsabilidade.

    “Essa votação vai ficar na história. Estamos falando aí de muita gente que acredita. Vou responder com coerência, transparência e vou levar essa bandeira para o Amazonas. Então, com esse mandato o Carlos Alberto (PRB) vai me ajudar. Eu sou católico e o Carlos é evangélico e Deus nos colocou juntos para nos completar. Deus foi generoso com um caboco de Juruá. Esse mandato eu pedi e vou provar que sou merecedor. Amanhã veremos como as coisas vão ficar, pois derrotamos gente poderosa que não é acostumada a perder", disse.

    Plínio votou na  Escola Estadual Marechal Hermes, Nova Esperança, Zona Oeste, uma das escolas mais movimentadas de Manaus, por volta de 8h. No local, falou sobre a importância de exercer o voto e a cidadania. "O mais importante é exercer o voto. O cidadão não pode deixar de participar ativamente neste processo importante, que define o futuro da nação", completou.

    Eduardo Braga

    O senador  Eduardo Braga também reeleito, agradeceu à população, por meio das redes sociais, os mais de 600 mil votos que o levaram para a segunda vaga do Senado.

    Braga destacou que sua campanha foi participativa, baseada em respeito e apresentação de propostas que atendem aos anseios e necessidades da população.

    “Agradeço a Deus, porque sem ele nada é possível, e agradeço ao povo do Amazonas. Mais de 603 mil amazonenses, mais uma vez, estão me dando a oportunidade de trabalhar com independência, com coragem em defesa do nosso Amazonas. Fizemos uma campanha limpa, sem menosprezar e sem desrespeitar, absolutamente, ninguém.  Aqueles que acreditaram e foram às urnas nos deram uma grande vitória. O Brasil viveu uma grande onda daquelas que a gente vem defendendo”.

    Diálogo e discussão de ideias

    O Senador pediu o fim do ódio e propôs mais diálogo e discussão de ideias. Ele  prometeu que iria lutar pela reconstrução da BR-319, que está há 19 anos a espera de uma licença ambiental. Ele votou por volta das 9h, na Escola Municipal Eliana Lúcia Monteiro, no bairro Santo Agostinho, também Zona Oeste.

    “Democracia é isso. Vamos dar um tempo para o ódio. É hora de podermos dialogar, discutir ideais para somar um pensamento de ideias mais construtivas. O Brasil precisa de reformas justas socialmente e do ponto de vista fiscal. Não dá para nós do Amazonas estamos há 19 anos uma licença ambiental para a BR-319. Precisamos de uma voz, no Senado, constantemente cobrando que nos amazonenses precisamos de alimentos mais baratos e isso a BR-319 pode nos dar".

    Luiz Castro

    O deputado Luiz Castro (Rede), que liderava os votos até 90% das apurações das urnas, acabou ficando em terceiro, sendo ultrapassado pelo senador Eduardo Braga.

    Castro, que disputou vaga no Senado na mesma coligação de Wilson Lima (PSC), agradeceu o apoio do povo, mas criticou o que ele chamou de velha política. O candidato  votou na Universidade Nilton Lins na manhã de ontem, acompanhado do jornalista Wilson Lima (PSC), que segue para o segundo turno como candidato ao governo, contra o governador Amazonino Mendes (PDT).

    “Atribui esse resultado  a vontade do povo de mudar. Infelizmente, ainda persiste a prática de vários prefeitos  rincões, com visão atrasada,  arcaica e que manipulam parte do eleitorado. Mas, a maioria do povo consciente do Amazonas votou no Luiz Castro, porque quer essa mudança.  Vou continuar lutando por essa mudança. Há mais de 12 anos estou lutando por isso. Respeito quem ganhou e sei que sou politicamente, moralmente, um grande vitorioso, junto com o Plínio Valério. Vamos trabalhar agora com apoio ao Wilson Lima e ao Carlos Almeida. Vou emprestar meu apoio, meu trabalho e minhas articulações para que Wilson tenha uma grande vitória.

    Alfredo Nascimento e Vanessa Grazziotin

    O candidato  votou na Universidade Nilton Lins na manhã de ontem acompanhado do jornalista Wilson Lima (PSC), que segue para o segundo turno com o governador Amazonino Mendes (PDT).

    O deputado federal Alfredo Nascimento (PR) ficou em quarto lugar na disputa pelo Senado com 568.853 mil votos (17,29%) e a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) acabou ficando em quinto lugar com 373.668 mil votos (11,36%).

    Durante a manhã de ontem, quando votava, a senadora chegou a dizer que, caso fosse derrotada, continuaria lutando por seus ideais. “Vou continuar no suporte da minha chapa nacional e regional pelos mesmos ideais. Independente disso, vou sempre lutar a favor do povo junto com quem estiver eleito", disse.

    Leia mais

    436 denúncias de crimes eleitorais foram feitas neste domingo, diz SSP

    Manauaras aproveitam eleição para ganhar renda extra

    Prefeitura atua com fiscalizações durante eleições gerais na capital

    Comentários