Fonte: OpenWeather

    Política


    Serafim Corrêa alerta para destruição da BR-319 e pede fiscalização

    Para Serafim, o Dnit e PRF não cuidam de controlar o peso e as carretas que estão entrando pela estrada

    Outro problema mencionado pelo parlamentar é a irregularidade das pontes fluviais,  o que também beneficia a “indústria das balsas”
    Outro problema mencionado pelo parlamentar é a irregularidade das pontes fluviais, o que também beneficia a “indústria das balsas” | Foto: Divulgação

    Manaus - O deputado Serafim Corrêa (PSB) alertou, nesta quinta-feira (29), ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e à Polícia Rodoviária Federal (PRF) para que fiscalizem os veículos pesados que trafegam na BR-319. Segundo o parlamentar, esse excesso do peso causa destruição, o que favorece as indústrias de recuperação das estradas.

    “A BR-319 está se revelando um grande sorvedouro (turbilhão) de recursos. A estrada, no período do verão, estava ótima, devidamente recuperada, só que  o Dnit e PRF simplesmente não cuidam de controlar o peso e as carretas que estão entrando pela estrada estão destruindo sua estrutura”, explicou Serafim.

    O líder do PSB na Casa, também disse que a prática caracteriza um vício entre as empresas de recapeamento e  desperdício de dinheiro público.

    “Isso vira uma “indústria”. A empresa faz o serviço e o Dnit deixa carretas acima do peso andarem na estrada para destruírem o serviço feito. Isso é a garantia de que no próximo ano, estas empresas terão para si novos contratos de manutenção da BR-319. Isso é desperdício de dinheiro público. Nunca teremos a estrada sem que o Dnit e a PRF estabeleçam um limite de peso”, alertou.

    Outro problema mencionado pelo parlamentar é a irregularidade das pontes fluviais,  o que também beneficia a “indústria das balsas”.

    Serafim, da tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), fez um apelo ao presidente da República eleito, Jair Bolsonaro (PSL) e ao futuro ministro de Infraestrutura
    Serafim, da tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), fez um apelo ao presidente da República eleito, Jair Bolsonaro (PSL) e ao futuro ministro de Infraestrutura | Foto: Divulgação

    “Outra questão diz respeito às balsas, em razão da travessia dos rios e dos igarapés maiores, que existem ao longo das estradas. As pontes deveriam ser as primeiras obras a serem feitas. Como não são feitas, aí você tem a indústria das balsas, porque aquilo é uma mina de ouro”, lamentou o parlamentar.

    Serafim, da tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), fez um apelo ao presidente da República eleito, Jair Bolsonaro (PSL) e ao futuro ministro de Infraestrutura, ex-diretor do Dnit, Tarcísio Gomes de Freitas, para que verifiquem a situação.

    “Venho à tribuna desta Casa denunciar esses dois fatos. Eles são da maior gravidade. Isso reflete na situação de permanente isolamento do nosso estado em relação ao restante do Brasil. Apelo ao próximo presidente da República e ao novo ministro da Infraestrutura para que se atentem a esta situação. Essas indústrias, a das balsas e da recuperação das estradas – tendo em vista a falta de controle de peso – são antigas. E isso precisa ser solucionado”, concluiu.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Governo do Amazonas precisa de pacto para evitar crise, diz Serafim

    Serafim alerta para excesso de gastos com pessoal do governo do AM

    Governo não presta conta de 531,4 milhões do Fundeb, denuncia Serafim

    Comentários