Fonte: OpenWeather

    Aleam


    Frente Parlamentar em Defesa do Comércio e da Indústria é aprovada

    Objetivo é propor ações e medidas legislativas que beneficiem o crescimento dos dois setores

    O Projeto de Resolução Legislativa (PRL) é de autoria da deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) | Foto: Divulgação

    Manaus - Nesta quarta-feira (21), o plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) aprovou a criação da Frente Parlamentar em Defesa do Comércio e da Indústria do Amazonas, que tem entre seus objetivos propor ações e medidas legislativas que beneficiem o crescimento dos dois setores.

    O Projeto de Resolução Legislativa (PRL) é de autoria da deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB), que vê a Frente como um instrumento para o enfrentamento político de situações que afetam diretamente na economia do Estado, passando pela geração de emprego para a população e pelo desenvolvimento dos micros e pequenos empreendedores. 

    “A ideia da Frente surgiu a partir da necessidade de se criar ambiente favorável para o crescimento das empresas locais, em especial aquelas que movimentam o comércio e a indústria no Amazonas, setores importantes para a economia local. Além da importância de somar esforços para reerguer a economia, a geração de emprego e renda no Estado, num momento de profunda crise econômica”, explicou. 

    A Frente Parlamentar será composta por Presidente, Vice-Presidente e demais membros, que serão definidos e eleitos entre seus componentes. Um servidor será designado para o cargo de secretário e deverá conduzir e coordenar os trabalhos administrativos. 

    Convocados do Idam

    Também nesta quarta-feira, Alessandra participou da assinatura do decreto de nomeação dos 227 aprovados no concurso do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam) em 2018. 

    Serão ocupados cargos de engenheiro (59); médico veterinário (9); assistente social (5), técnico de nível superior (7), técnico em agropecuária (93); técnico extensionista social (10), assistente técnico (27); motorista (12) e motorista fluvial (5).

    Na cerimônia, a parlamentar reiterou a importância dos concursados para o setor primário.

    “O trabalho desses profissionais é essencial para o desenvolvimento do nosso estado. Esse é um dia feliz não só para os convocados, mas também para os milhares de produtores rurais que estão esperando vocês para desenvolver projetos. Apesar do momento difícil que estamos passando, essa convocação mostra que o governador está atento às necessidades do povo e do setor primário, que sem dúvidas estão sendo beneficiados com essa assinatura”, disse.

    *Com informações da assessoria

    Comentários