Fonte: OpenWeather

    Notas de Contexto


    Coronel Menezes viaja pela BR 319 e repassa condições a Bolsonaro

    "Bolsonaro acompanhou toda a expedição, ficou sabendo de todos os seus detalhes e reiterou o compromisso em asfaltar a rodovia", disse Menezes

     

    Coronel Menezes em viagem pela br-319
    Coronel Menezes em viagem pela br-319 | Foto: Arquivo Pessoal

    Durante seis dias de expedição pela rodovia federal BR-319, que liga Manaus (AM) a Porto Velho (RO), o Coronel Menezes (Patriota) percorreu, entre os dias 4 e 8 de março, os 650 KM da estrada até o município de Humaitá, retornando pela mesma rodovia à capital do Estado.

    Atoleiros e má condição da BR foram alguns dos problemas enfrentados pela comitiva grupo durante a viagem. Na volta, o grupo chegou a ajudar com mantimentos dois caminhoneiros que estavam atolados devido às péssimas condições da rodovia.

     

    Coronel Menezes em viagem pela br-319
    Coronel Menezes em viagem pela br-319 | Foto: Divulgação


    “Assim que se chegava a algum ponto que havia sinal de internet, entrava em contato com o presidente. Ele acompanhou toda a expedição, ficou sabendo de todos os seus detalhes e reiterou o compromisso em asfaltar os trechos comprometidos da rodovia. A expedição transcorreu bem e passei a conhecer com propriedade cada trecho”, comentou o coronel à coluna.

    Segundo Menezes, “o presidente não medirá esforços para que essa obra embargada seja iniciada para reconectar o Amazonas com os demais estados brasileiros”, comentou o ex superintendente da Suframa.

    Novo rumo

    Firme no propósito de disputar as eleições gerais de 2022, o Coronel Menezes espera orientação do presidente da República, Jair Bolsonaro, para saber se permanece no Patriota ou se troca de partido. Ele acompanhará o presidente para onde ele for.

    Até o momento, Bolsonaro tem convites do Patriota e do Partido da Mulher Brasileira (PMB), mas admite também retornar ao PSL, uma legenda considerada mais robusta para enfrentar o desafio da sua tentativa de reeleição no próximo ano.

    Audiência virtual

    Em audiência pública virtual com os membros da Comissão Temporária do Senado, que acompanha as ações de combate à Covid-19, o governador Wilson Lima destacou as medidas que possibilitam hoje um equilíbrio entre saúde e economia no Estado do Amazonas.

    Presidida pelo senador Confúcio Moura (MDB-TO), a audiência, em que foram amarradas questões importante para impulsionar mais a Campanha Nacional de Vacinação, teve as participações dos governadores de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ceará, Bahia e Distrito Federal.

    Na ocasião, Wilson explicou como o Amazonas conseguiu dar a volta por cima e apresentar hoje um quadro de arrefecimento da pandemia. A taxa de transmissão viral no Estado, que chegou a 1,3, a maior entre os estados do país, agora está na ordem de 0,87.

    Lei do Gás

    Dois dias depois ainda repercute a aprovação, na Assembleia Legislativa, do projeto de lei do governador Wilson Lima (PSC) que estabelece novo marco legal para o serviço de distribuição e comercialização de gás natural no Amazonas.

    O evento, inclusive, quebrou paradigmas entre o deputado Josué Neto (Patriota) e o governador, agora elogiado pelo parlamentar em função do projeto que pretende elevar a competitividade ao setor do gás, atraindo novos investimentos, ampliando o mercado e gerando emprego e renda à população.

    Isolados

    Com a nova postura de Josué Neto na Aleam, de moderação em relação ao Governo do Estado, aumenta o isolamento político dos deputados oposicionistas Wilker Barreto e Dermilson Chagas, ambos do Podemos.

    A caminho do TCE-AM, Josué, segundo assessores, não quer mais briga com ninguém. “Agora, é só paz e amor”, dizem.

    “Doido iluminado”

    A quebra do monopólio do gás no Amazonas ainda é motivo de festa para o deputado Sinésio Campos (PT), presidente da Comissão de Geodiversidade da Aleam.

    Há duas décadas ele foi chamado de “doido” por defender a causa, pregando no escuro em favor do surgimento de uma nova matriz energética no Estado. “Agora, é o começo de um novo tempo”, disse ele à coluna.

    Livre da Aftosa

    Em videoconferência com a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Tereza Cristina, o governador Wilson Lima comemorou o reconhecimento do Sul do Amazonas como Área Livre de Febre Aftosa sem Vacinação. O reconhecimento, de acordo com a ministra, possui o aval da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) e será avaliado durante a 88ª Sessão Geral da Assembleia Mundial dos Delegados da OIE.

    Serafim elogia

    O deputado estadual Serafim Corrêa (PSB) elogiou a decisão da Prefeitura de Manaus de adotar apenas o critério de idade para a vacinação contra Covid-19 do grupo de idosos de 62, 61 e 60 anos.

    Para o parlamentar, separar os idosos de 64 e 63 anos entre os que são portadores de comorbidades e aqueles que não são foi um erro do Executivo Municipal que atrasou o calendário de vacinação.

    Gasolina cara

    O Procon-AM já está tendo muito trabalho com a elevação absurda do preço da gasolina no interior do Estado após o reajuste de 8,8$ determinado pela Petrobras. Em Parintins, o litro da gasolina comum chega a R$ 6,50, enquanto em Tabatinga e Pauini o litro está custando R$ 6,10 e R$ 7,15, respectivamente.

    Mortes por corona

    Números divulgados pelo Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis) apontam 21 óbitos de assessores parlamentares por coronavírus na Câmara dos Deputados até o início deste mês de março.

    Na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), de acordo com informações, passa de 100 o número de servidores atingidos pela Covid-19 desde 2020, com o registro de vários óbitos de assessores de deputados.

    Liderança

    Com 25 minutos de tempo no Grande Expediente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o forte bloco formado por PP/PL, com cinco parlamentares, está na disputa para emplacar o novo líder situacionista na Casa.

    A deputada Mayara Pinheiro é o nome mais cogitado e concorre com os deputados Dr Gomes (PSC) e Saullo Vianna (PTB).

    Renda menor

    A renda dos brasileiros está em queda, dizem economistas. Em média, cada cidadão teve renda de R$ 35.172 em todo o ano passado.

    Em um cálculo simples, o valor significa uma perda próxima de R$ 1.770 em relação a 2019, já considerada a inflação, e de R$ 2.040 ante 2010. O país empobreceu 5,5% na década encerrada em 2020, no pior desempenho já registrado pelas estatísticas e estimativas disponíveis, que alcançam até o início do século passado.

    Unimed

    Atolada em dívidas que somam cerca de R$ 500 milhões, entre passivos trabalhistas, bancários, com fornecedores e tributários, a Unimed batalha a sua recuperação judicial, com o aval da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

    A cooperativa médica não pode transferir carteiras de usuários a outras operadoras e tampouco outras cooperativas podem assumir a gestão da Unimed Manaus.

    Vacinação

    Senador Omar Aziz criticou ontem o governo federal pela demora no envio de vacinas ao Amazonas, que em fevereiro anunciou iniciar antecipadamente a imunização de pessoas acima de 50 anos no Estado, conforme anúncio feito à época.

    Leia mais:

    www.emtempo.com.br/ultimas



    Comentários