Fonte: OpenWeather

    Discussões na Câmara


    Bancada do MDB avalia soluções para greve dos caminhoneiros

    Do Amazonas, o deputado federal Gedeão Amorim (MDB) salienta que a ação dos caminhoneiros é um efeito dos sucessivos aumentos no preço dos combustíveis

    Segundo o deputado, o movimento é democrático e justo, mas o País precisa voltar à normalidade | Foto: Márcio Melo

    Manaus - Em Brasília, membros da bancada do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) reuniram-se, ontem, 29, para avaliar soluções imediatas para resolver a paralisação dos caminhoneiros que afeta 16 estados brasileiros. O movimento teve início no dia 21 de maio e continua após acordo anunciado pelo governo federal.

    Do Amazonas, o deputado federal Gedeão Amorim (MDB) salienta que a ação dos caminhoneiros é um efeito dos sucessivos aumentos no preço dos combustíveis. Segundo ele, o movimento é democrático e justo, mas o País precisa voltar à normalidade.

    Gedeão Amorim ressalta que a essa altura os maiores efeitos da greve são a paralisação dos serviços básicos à população
    Gedeão Amorim ressalta que a essa altura os maiores efeitos da greve são a paralisação dos serviços básicos à população | Foto: Divulgação


    “Não tiramos o mérito desta greve, os caminhoneiros buscam melhorias para o seu trabalho e não há o que discutir sobre isso, mas, o que não podemos permitir é que País continue sendo afetado com tudo isso e que isso atinja também outros setores, além de toda a população”, afirma o deputado.

    Problemas

    Gedeão Amorim ressalta que a essa altura os maiores efeitos da greve são a paralisação dos serviços básicos à população: escolas paradas, hospitais sem com atendimento estagnado, aumento nas filas de cirurgias e desabastecimento de mercados.

    O desperdício de produtos do setor agrícola, como o abatimento de animais é, também, um dos fatores alarmantes da continuação da greve
    O desperdício de produtos do setor agrícola, como o abatimento de animais é, também, um dos fatores alarmantes da continuação da greve | Foto: Márcio Melo


    “O desperdício de produtos do setor agrícola, como o abatimento de animais é, também, um dos fatores alarmantes da continuação da greve. As reivindicações da categoria já foram atendidas, portanto acho que para esse momento o Brasil já pode voltar a sua normalidade”, aponta Amorim.

    Ele pediu confiança nos encaminhamentos e negociações que estão sendo feitos pelo governo para que assim, se retome a normalidade do País. “Torcer pelo pior não é a melhor opção. Precisamos ter a responsabilidade de pensar com consciência e responsabilidade”, finalizou.

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais

    Arthur Neto e Omar Aziz: velhos camaradas

    TSE rejeita consulta sobre candidaturas de réus à Presidência

    Vereador propõe comissão parlamentar para combater Fakes News

    Comentários