Fonte: OpenWeather

    Eleições 2018


    Pesquisa eleitoral em Manaus avalia cenário presidencial

    Iniciativa inédita da empresa #Pesquisa 365 Informações Inteligentes fez uma sondagem em todo o país, entre os dias 2 e 7 deste mês, sobre a intenção de voto para presidente

    | Foto: divulgação

    Manaus - A oito meses de os eleitores brasileiros elegerem o novo presidente da República, o cenário pré-eleitoral mostra uma incerteza muito grande em relação ao futuro administrador do país e, pior, sem nenhum ou poucos favoritos à cadeira presidencial. Esse cenário confuso é revelado na primeira pesquisa nacional da empresa amazonense #Pesquisa 365 Informações Inteligentes, do empresário Durango Duarte, divulgada anteontem.

    A sondagem, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sob o nº BR-05162/2018, foi feita em 85 cidades, incluindo-se todas as 27 capitais brasileiras, com dois mil eleitores. O maior número de entrevistas foi feito na região Sudeste, com 868 pessoas.

    | Foto:

    A pesquisa mostra que, se o ex-presidente conseguir emplacar sua candidatura, ele asseguraria sua ida ao 2º turno do pleito. Na sondagem espontânea, Lula foi lembrado por 22% dos entrevistados e, na estimulada, obteve 32,9% contra 37,1% de outros 16 presidenciáveis citados na entrevista. Em seu encalço, aparece o deputado federal Jair Bolsonaro, que na espontânea foi lembrado por 12,4% dos entrevistados, seguido do ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), com 4,1%, e da ex-senadora Marina Silva (Rede), com 2,6%.

    Leia mais: TST adia julgamento de-mudança de regras com a reforma-trabalhista

    | Foto:


    Já num cenário sem Lula, Bolsonaro cresce e alcança 17%, seguido de Marina, 10,4%, e Ciro, com 10,1%. O pré-candidato Arthur Virgílio Neto (PSDB), que luta em seu partido para se viabilizar como o candidato da legenda, aparece com 1,1% das intenções de voto. Diante dos números, da possibilidade de o TSE negar o registro de candidatura de Lula e do cenário pré-eleitoral ainda em construção, a pesquisa mostra que, de todos os sondados, o ex-presidente – apesar de seu alto índice de rejeição – é o único que apresenta reserva de voto e, conforme a aliança a ser costurada com o PT, pode até transferir esse capital eleitoral.

    Na avaliação de Durango, entre todos os presidenciáveis, excluindo-se aí os petistas Jacques Wagner e Fernando Haddad – que aparecem bem abaixo na pesquisa – o que mais se aproxima da linha ideológica do PT e pode se beneficiar com os votos de Lula numa eventual aliança seria Ciro Gomes, do PDT.

    O ex-governador cearense, inclusive, aparece empatado tecnicamente com a ex-senadora Marina Silva, na disputa pelo segundo lugar nos cenários em que Lula não aparece, com chances reais de crescimento.

    “Com essa reserva de voto fantástica que o Lula tem e se tiver realmente poder de transferência e apoiar o Ciro, o ex-governador do Ceará pode sair desse patamar de 9% a 11% e chegar numa condição em torno de 22% , se tornando competitivo no pleito”, analisa Durango.

    Estreando em nível nacional, com essa primeira pesquisa eleitoral para presidente da República, o empresário afirmou que pretende fazer mais uma sondagem na reta final da eleição, até para poder comparar seu estudo com as demais do mercado.


    Leia também:

    'Não disputarei nenhum cargo no Amazonas', diz Arthur

    Câmara aprova lei que reforça segurança para mulheres em bares

    Congressistas do AM são mal avaliados em ranking de políticos

    CIDADANIA

    Comentários