Fonte: OpenWeather

    Eleições 2018


    Anamã e Novo Airão escolherão novo prefeito no 2º turno

    Anamã e Novo Airão escolherão novo prefeito no 2º turno das eleições de outubro

    Portal da cidade de Novo Airão - Amazonas
    Portal da cidade de Novo Airão - Amazonas | Foto: Divulgação

    Manaus - Após terem seus gestores cassados pela Justiça Eleitoral, os municípios de Anamã e Novo Airão irão escolher os novos prefeitos no dia 28 de outubro, mesma data que acontecerá o 2º turno das eleições deste ano.

    A informação foi divulgada ontem (11), pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Enquanto os cargos ficam vagos, os presidentes das câmaras municipais assumiram o comando dos municípios interinamente.

    O ex-prefeito de Anamã, Raimundo Chicó (MDB) teve o registro de candidatura cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), por se enquadrar na Lei da Ficha Limpa, por conta de condenações nas eleições de 2008 por abuso de poder econômico. No entanto, uma liminar o fez permanecer no cargo até o dia 14 de abril deste ano, quando o TSE derrubou a decisão.

    Já no dia 6 de julho deste mês, o TRE afastou o prefeito cassado de Novo Airão, Wilton Santos (PSDB) e do vice, Antônio Tiburtino (DEM). Ambos haviam sido cassados, no dia 17 de maio, mas continuavam na prefeitura do município porque não havia determinação de afastamento. 

    À época, a defesa do prefeito e do vice-prefeito chegou a entrar com recursos no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas foram negados pela corte em sessão plenária de 17 de maio de 2018. 

    Na mesma sessão do TSE, cujo acórdão foi publicado no Diário da Justiça Eletrônico de 18 de junho, o plenário decidiu por ignorar a reclamação do segundo colocado no pleito, Roberto Frederico Paes Júnior.

    "Por sua vez, num segundo momento, a partir da publicação do acórdão prolatado pelo TSE em 18 de junho de 2018, esta Presidência municiou o Juízo Eleitoral de Novo Airão com todas as informações emanadas do TSE. O referido Juízo, entretanto, entendeu que 'para que ocorra a execução imediata do acórdão se faz necessário ordem expressa nesse sentido, o que não ocorreu'', informou o presidente do TRE, o desembargador João Simões, no despacho.

    Leia mais:

    CPI das dispensas de licitação do governador será instalada na Aleam

    Eleições à vista e pré-candidatos brigam por apoios no Amazonas

    Candidatos pedem anulação de concurso da Seduc durante protesto no Amazonas



    Comentários