Fonte: OpenWeather

    Eleições 2018


    TRE Amazonas utilizará 8 mil urnas nas eleições em 2018

    O presidente do TRE, o desembargador João Simões, informou que o pleito deve mobilizar a participação de mais de 40 mil servidores e terá um gasto de R$ 22 milhões

    Urnas estão passando por testes, para detectar a qualidade de todos os componentes internos
    Urnas estão passando por testes, para detectar a qualidade de todos os componentes internos | Foto: Márcio Melo

    Manaus - O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) irá utilizar 8 mil urnas eletrônicas, para realizar o pleito, que escolherá, novo presidente, governador, senadores e deputados estaduais e federais. Em comparação ao ano passado, serão 1332 novos equipamentos, para comportar os votos de mais de 2.428.100 eleitores do Estado, número 4,6% maior, em relação ao quantitativo do último pleito, em 2016.  

    A previsão é que as urnas comecem a ser enviadas para os municípios, na próxima semana, sendo que as primeiras cidades a receber os equipamentos serão Parintins, Manacapuru, Tefé, São Gabriel da Cachoeira, Coari e Maués, sendo que a maioria dos equipamentos será transportada por meio fluvial.

    Enquanto, não são embaladas para o transporte, as urnas estão passando por testes, para detectar a qualidade de todos os componentes internos de cada máquina.

    Quanto a inserção dos nomes dos candidatos do pleito, nas urnas eleitorais, o TRE e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) têm até o dia 17 de setembro, para julgar os processos de registros de candidatura. Após este período, os candidatos terão suas informações inclusas, nos equipamentos.

    Gastos e servidores

    O presidente do TRE, o desembargador João Simões, informou que o pleito deve mobilizar a participação de mais de 40 mil servidores e terá um gasto de R$ 22 milhões, sendo R$ 15 milhões, para o primeiro turno, no dia 7 de outubro e R$ 7,5 milhões, para o segundo turno, no dia 28 de outubro.

    Agendamento para partidos

    O TRE está agendando para os dias 9, 10, 13 e 14, o atendimento presencial aos partidos, que irão realizar o registro de candidatura, ação que será impossibilitada de concluir no último dia do prazo, dia 15. Isso porque, esta será a primeira eleição, em que este procedimento será feito totalmente por meio digital, não havendo qualquer entrega de documento em papel. O primeiro a fazer este registro foi o PSTU, que no dia 02, entregou os dados partidários, de forma digital.

    Segurança

    Até o mês passado, cerca de 15 municípios, já tinham solicitado ao Gabinete de Gestão Integrada (GGI) do TRE, reforço das forças armadas, para esta eleição.

    No ano, passado mais de 20 cidades do Amazonas contaram com o reforço do Exército, Aeronáutica, Marinha, Polícias Militar, Federal e Civil. Periodicamente, o TER realiza reuniões com os representares de todos estes órgãos, para traçar as estratégias a serem aplicadas no pleito.

    Leia mais:

    Pesquisa aponta segundo turno para eleições no Amazonas

    Escândalos marcam gestões de Amazonino Mendes

    Palestra mostra importância do voto para jovens eleitores do Amazonas

    CIDADANIA

    Comentários