Fonte: OpenWeather

    Calendário Eleitoral


    Convenções partidárias virtuais impõe desafios a partidos na pandemia

    Partidos afirmam que os ajustes estão sendo feitos para que as convenções no Amazonas ocorram via plataforma virtual

    Plataformas virtuais como o aplicativo Zoom estão entre mais procurados pelos partidos | Foto: Arte/Alexandre Sanches

    Manaus - Com a autorização das convenções partidárias serem realizadas por meio virtual, os partidos políticos já começaram o planejamento de realização do evento para definir os candidatos que disputarão as eleições municipais este ano. No Amazonas, as legendas seguem a determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que possibilita cada partido adotar as medidas necessárias para validar a veracidade das informações decididas durantes as convenções e buscam a melhor forma de cumprir o calendário eleitoral durante a pandemia.

    De acordo com o código eleitoral, os candidatos que desejam concorrer às eleições precisam se filiar a um partido para tornar válida a candidatura. Sendo assim, as convenções partidárias são reuniões de filiados a um partido político para julgamento de assuntos de interesse do grupo ou para escolha de candidatos e formação de coligações, união de dois ou mais partidos a fim de disputarem eleições. Pelo novo calendário eleitoral as convenções devem acontecer entre o período de 31 de agosto a 16 de setembro.

    As tradicionais convenções partidárias sempre geram grandiosas aglomerações
    As tradicionais convenções partidárias sempre geram grandiosas aglomerações | Foto: Arquivo Em Tempo/Márcio Melo

    Um dos partidos que adotou a realização das convenções partidárias em formato digital é o Partido dos Trabalhadores (PT). Segundo o secretário-geral do partido no Amazonas, Altair Anderson, a agremiação partidária entende que o cenário da pandemia no Estado ainda é delicada e por isso optou pelos recursos digitais para realização da convenção.

    “A princípio, a convenção do PT deve ser realizada de forma virtual. Com isso, nós escolhemos o aplicativo Zoom, uma vez que os filiados aos partidos já estão familiarizados com a ferramenta devido a inúmeras reuniões hibridas já realizadas durante a pandemia. Para simplificar esse momento chegamos à conclusão que o ideal seria manter o aplicativo”, afirma.

    Apesar da familiaridade com a ferramenta, o partido trabalha oferecendo orientações aos usuários que estarão presentes durante a convenção partidária, para evitar eventuais problemas no decorrer da reunião. “Nós montamos um passo a passo para cada um que estará presente na convenção e já estamos articulando alguns treinamentos para que qualquer dúvida seja esclarecida antes da convenção e todos possam realizar a agenda normalmente, no dia definido, sem imprevistos”, diz Altair.

    A convenção partidária do partido deve acontecer no mês de agosto e de acordo com o secretário-geral a maior dificuldade será realizar a convenção nos municípios do interior do Estado, devido à baixa qualidade da internet. “Estamos fazendo um monitoramento nos municípios e até o momento temos bons resultados diante das redes. No entanto, entendemos que será um desafio que esse momento impôs e estamos buscando solucionar. Claro que terá problemas, mas estamos dispostos a simplificar e trabalhar para tudo acontecer”, afirma o secretário-geral do PT.

    Ensaios via Zoom

    O partido Avante planeja realizar a convenção partidária totalmente virtual e já está realizando ensaios com seus pré-candidatos a vereador, para definir a melhor plataforma que será utilizada durante a reunião que será realizada no dia 15 de setembro. Segundo o presidente do diretório estadual da legenda e pré-candidato a prefeito de Manaus David Almeida, o objetivo é definir uma forma mais simples que não comprometa a realização do evento, e que mantenha os cuidados contra a pandemia.

    “Estamos testando diversas plataformas, principalmente o Zoom, que tem se mostrado muito eficiente para esse tipo de encontro. Queremos realizar a convenção totalmente digital, mas como o momento é novo, nós precisamos ensaiar e estudar as possibilidades para que nenhum erro aconteça na hora da convenção”, ressalta David Almeida.

    O ambiente digital será tomado integralmente ou parcialmente pelos partidos no Amazonas
    O ambiente digital será tomado integralmente ou parcialmente pelos partidos no Amazonas | Foto: Divulgação

    Para o partido Movimento Democrático Brasileiro (MDB), a solução para a realização das convenções foi dividi-las em presencial e online. Segundo o secretário geral da legenda, Miguel Biango, a medida foi adotada pensando na dificuldade dos municípios com o acesso à internet. “Os municípios e comunidades que tiverem condições de se fazer presente, na forma virtual, terão o recurso garantido. No entanto, precisamos pensar naqueles que não terão, por isso dividimos a convenção em virtual e presencial”, explica.

    Apesar da realidade diferenciada dos municípios, Biango diz que a situação não compromete a realização das convenções. “São casos em municípios isolados, mas tenho certeza que a grande maioria já se adaptou as ferramentas virtuais como forma de encontro. Isso não coloca em risco as convenções. Conseguiremos realizar o nosso objetivo que é definir os candidatos para as eleições municipais sem imprevistos”, indica o secretário-geral do MDB.

    Para os municípios que iram executar as convenções de forma presencial, o partido recomendou que todos os filiados devem seguir as recomendações de segurança e fazer uso de álcool em gel e máscara facial.

    Convenções Presencial

    Decisão do TSE deixou que os partidos definissem como as convenções seriam realizadas. No Amazonas um dos partidos que optaram por realizar o evento de forma presencial foi o Partido Social Liberal (PSL). O presidente municipal do partido, deputado federal Pablo Oliva, garantiu que o PSL seguirá a orientação da Executiva Nacional do partido, que recomenda que as convenções nos municípios obedeçam às regras de distanciamento social.

    “Aqui no Amazonas, o PSL planeja fazer convenções em mais de 40 municípios, porém cada localidade possui uma realidade diferente. Dessa forma, estamos orientando os diretórios com maior número de filiados a realizar suas convenções com quantidade limitada de participantes. O objetivo é evitar aglomerações e diminuir o risco de contaminação pelo coronavírus”, conta.

    Pablo afirmou ainda que o PSL está viabilizando condições para transmissão pela Internet, na capital e no interior, mediante as redes sociais dos diretórios e na página oficial do partido.

    O formato presencial também foi adotado pelo partido Patriotas. O presidente do diretório municipal, deputado estadual Felipe Souza, afirmou que a realização do evento está prevista para acontecer em setembro e por esse motivo não há necessidade da convenção ser feita de forma online.

    “O Amazonas já caminha para a normalização de suas atividades, por isso optamos por manter a convenção partidárias de forma presencial. Até setembro acreditamos que o cenário da pandemia no Estado já estará controlado. Seguiremos orientando o uso da máscara e álcool em gel durante a reunião”, diz. Mesmo presencial, a convenção partidária do Patriotas deve acontecer com o número reduzido de participantes.

    Leia Mais: 

    Com urnas antigas, TRE-AM amplia testes para não prejudicar pleito

    Com muitos candidatos, debates podem se tornar inviáveis em Manaus

    Comentários