Fonte: OpenWeather

    Evento


    Studio 5: palestras sobre medicina Ortomolecular acontece dias 11 e 12

    A prática ortomolecular tem uma visão que está relacionada com a obesidade, a terapia pode até ser aplicada para combater a obesidade, mas, para cada pessoa, há uma tratamento específico

    Esse e outros assuntos sobre a temática ortomolecular serão abordados nos dias 11 e 12 de Maio | Foto: Divulgação

    Manaus - O assunto será abordado nos dias 11 e 12 de Maio, no Studio 5, Centro de Convenções, durante uma palestra ministrada especialista em clínica médica com prática ortomolecular Efrain Olszewer. O evento é realizado pela Farmácia Bioexata de Manipulação, direcionado para médicos e tem como objetivo principal discutir todos os aspectos baseados na vivência científica que giram em torno da medicina ortomolecular

    Segundo o especialista em clínica médica com prática ortomolecular Efrain Olszewer, CRM-SP 49850, Diretor Científico da FAPES Saúde, Diretor da AMBO (Associação Médica Brasileira de Prática Ortomolecular), autor de mais de 75 livros na área da saúde, entre outras experiências acumuladas, a chamada "dieta ortomolecular" não existe.

    “A dieta ortomolecular, como dieta não existe. A prática ortomolecular tem uma visão que está relacionada com a obesidade e que consiste modular bioquímica e farmacologicamente neuropeptídeos e neurotransmissores que podem determinar um sensação de fome ou de saciedade”, diz.

    De acordo com o médico, a terapia pode até ser aplicada para combater a obesidade, mas, para cada pessoa, há uma tratamento específico. "A idéia de emagrecer só com uso de vitaminas é um insulto ao bom senso", diz.

    Leia também: Especialista alerta para o cuidado regular com os olhos

    Ele ressalta que essa é a mesma coisa que se faz nos conceitos clássicos da medicina para modular a obesidade, modulando a serotonina dopamina, entre outros. “Sendo que eles ficaram muito mais fortes dentro da ortomolecular já que o próprio conceito de aplicabilidade dos neurotransmissores são transtornos e comportamentos na obesidade ficaram muito melhor estabelecidos”, avalia.

    Esse e outros assuntos sobre a temática ortomolecular  serão  abordados nos dias 11 e 12 de Maio, no Studio 5, Centro de Convenções quando o médico estará em Manaus para ministrar um  curso sobre “Imersão em prática Ortomolecular”.  

    Efrain explica que a prática ortomolecular tem sido regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (CRM) na sua última resolução 2004/2012 e é considerado como um ato médico devido a esta regulamentação.

    “Na realidade a prática ortomolecular se inicia na década de 60 com os primeiros conceitos liberados por Linus Pauling que indicava que o corpo está formado por milhões de moléculas e quando essas moléculas encontram-se em um estado de equilíbrio encontraríamos um determinado nível de saúde que normalmente é afetado quando estas moléculas se encontram em desequilíbrio”, analisa.

    O curso realizado pela Farmácia Bioexata de Manipulação é direcionado para médicos e tem como objetivo principal discutir todos os aspectos baseados na vivência científica que giram em torno da ortomolecular.  “Como ortomolecular evidentemente pode se associar aos tratamentos farmacológicos convencionais muitas vezes em muitas menores doses para manter os efeitos benéficos e minimizar os efeitos colaterais”, diz.

    De acordo com ele, muitos dos assuntos que serão abordados poderão parecer novidades para alguns profissionais que vão participar do curso, no entanto, já são conceitos que estão consagradas e que estão amplamente referidos na literatura médica. Ele cita como exemplo, a lipoproteína associada a fator independente de risco cardiovascular, assunto amplamente discutido que nasceu dentro da ortomolecular, mas hoje depois de alguns anos é considerado um fenômeno totalmente estabelecido.

    “Além disso, ressaltar que a especialidade médica normalmente confluir com os conceitos da ortomolecular assim temos na cardiologia, na reumatologia, na ginecobstetrícia, na psiquiatria, na endocrinologia. Então a ortomolecular não vem como um substituto dos conceitos convencionais e sim vem para se complementar através da modulação bioquímica que vai determinar uma estabilidade fisiológica, permitindo dessa maneira ou inibindo o caminho da fisiopatologia que levará a doença”, explica.

    Efrain diz que ortomolecular não tem segredos, justificando que  a medicina não é feita de segredos. “Eu diria que a base do tratamento do ser terapêutico da ortomolecular tem que ver o paciente como um todo.  Analisa todas as características clínicas do paciente, correlaciona essa com uma utilidade bioquímica que acontece dentro do organismo e tenta restabelecer os circuitos de maneira que o organismo funcione dentro de um conceito chamado equilíbrio”, sintetiza.

    Segundo o médico, a medicina também não pode existir com segredos, ela tem que ser uma coisa aberta tem que ser discutido dentro da classe médica, portanto, as controvérsias e os fatos tem que ser claramente estabelecidos para evitar que as ações sensacionalistas eventualmente possam influenciar negativamente. “ A ciência é uma só, a medicina é uma só.  A complementação dos seus conceitos é que permite o melhor sucesso terapêutico”, conclui.

    Leia mais:

    Muito além de gravidez: menstruação atrasada é alerta de risco à saúde 

    Caminhar, mesmo que por pouco tempo, aumenta a longevidade, diz estudo 

    Você sabe quais são os efeitos do álcool no organismo?

    Comentários