Fonte: OpenWeather

    MANIFESTAÇÃO


    Indignados com a falta de infraestrutura, moradores interditam BR-319

    Moradores reivindicam a pavimentação da estrada de terra que se encontra intransitável, o que prejudica a locomoção de pessoas e o escoamento de produtos agrícolas na região

    Os moradores reivindicam a pavimentação da estrada de terra que se encontra intransitável
    Os moradores reivindicam a pavimentação da estrada de terra que se encontra intransitável | Foto: Divulgação

    Careiro Castanho - Moradores do Ramal do Cabeceira, localizado no Km 22 da BR-319, pertencente ao Careiro Castanho, realizaram nesta terça-feira (1º) uma manifestação que paralisou o trânsito de veículos nos dois sentidos da rodovia. A população reivindica a pavimentação da estrada de terra que se encontra intransitável, o que prejudica a locomoção de pessoas e o escoamento de produtos agrícolas na região.

    Imagem do Google mostra exatamente onde ocorreu a manifestação dos moradores do Cabeceira, Km 22 da BR-319
    Imagem do Google mostra exatamente onde ocorreu a manifestação dos moradores do Cabeceira, Km 22 da BR-319 | Foto: Google Maps

    Indignados com a situação em que a estrada se encontra, mais de 30 pessoas participaram da manifestação. Com um poste de luz atravessado no meio da BR-319 e  faixas como: "Senhores Governantes, os moradores do ramal do cabeceira do Purupuru pedem socorro", os manifestantes provocaram um congestionamento na área. A polícia foi acionada e esteve no local, mas não soube informar quantos motoristas foram afetados com o ato.

    Filas de veículos se formaram por conta da manifestação
    Filas de veículos se formaram por conta da manifestação | Foto: Divulgação

    Reportagem

    No ultimo dia 21 de abril o EM TEMPO publicou uma matéria sobre as péssimas condições do local. Um dos relatos foi da estudante Laiane Oliveira que contou sobre as dificuldades que a mãe, a dona de casa Efilene Melo, enfrenta na comunidade do Cabeceira. "A situação é péssima, tanto minha mãe como os moradores de lá estão pedindo ajuda do governo ou da prefeitura do Castanho para que resolvam o problema do ramal do Cabeceira. Não está passando nenhum carro. O  único  transporte que saía do ramal, era uma kombi, que não está mais transportando o pessoal, por conta da estrada estar intransitável", disse a jovem.

    Ramal do 14 no município de Careiro Castanho também aguarda por melhorias
    Ramal do 14 no município de Careiro Castanho também aguarda por melhorias | Foto: Júnior Mello

    Um agricultor que não quis ter o nome revelado, disse ao EM TEMPO que já teve que caminhar de sua residência até a BR-319 devido a situação do ramal. "Quando chove, o ramal fica uma imundice. Nossas crianças as vezes faltam aula porque as kombis não entram aqui. O prefeito sabe da nossa dificuldade, mas não faz nada. Na época da eleição estão aqui no meio da lama pedindo voto", disse.

    Em nota a prefeitura do Careiro Castanho  informou que dos 25 ramais existentes no município, apenas 4 estão asfaltados e um em processo licitatório para que comecem as obras.  O órgão disse ainda que está em diálogo com os governos estadual e federal em busca de recursos para a infraestrutura do município.

    No último dia 5 de fevereiro, o prefeito do Careiro, Nathan Macena Souza, divulgou em sua página do Facebook, o momento da assinatura de um convênio no valor de R$ 7 milhões, oriundos do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA).

    De acordo com a postagem feita pelo próprio prefeito, os recursos devem ser aplicados no asfaltamento do ramal do Panelão, e na manutenção dos ramais do Batata, do Espigão do Arara e o Ramal do Pedra.

    Seinfra

    Em consulta a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra), no último dia 9 de abril, o órgão informou que conforme cronograma de obras 2018, no Careiro Castanho, apenas os ramais do São José (14,46 km) e do Cinturão Verde (9,55 km), devem receber investimentos de melhoria da estrada.

    Leia mais:

    Mulheres ganham menos do que os homens no mercado de trabalho

    Ser simpático faz a diferença na hora de manter o emprego?

    Já foi recusado no mercado por falta de capacitação? Saiba o que fazer

    Comentários