Fonte: OpenWeather

    Conferência Internacional


    Manaus sediará Conferência sobre Inovação e Sustentabilidade

    Os desafios enfrentados pela região amazônica referentes a inovação sustentabilidade e governança reunirá em Manaus, pesquisadores e participantes de renomadas instituições americanas, latino-americanas, européias e asiáticas

    Evento será realizado no Centro de Convenções Vasco Vasques
    Evento será realizado no Centro de Convenções Vasco Vasques | Foto: Divulgação

    Manaus - Os desafios enfrentados pela região amazônica referentes a inovação sustentabilidade e governança reunirá em Manaus, nos dias 29, 30 e 31 de agosto, pesquisadores e participantes de renomadas instituições americanas, latino-americanas, européias e asiáticas para o 1º Congresso Internacional de Gestão da Amazônia.

    O evento é uma realização da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), juntamente com a Universidade de São Paulo (USP), e será realizado no Centro de Convenções Vasco Vasques, que faz parte do complexo da Arena da Amazônia, em Manaus. 

    De acordo com a assessoria, a finalidade do evento é debater a pesquisa acadêmica, oferecendo alternativas políticas e práticas para que a Amazônia possa avançar em aspectos econômicos, sociais e ambientais. 

    “Essa conferência tem o intuito de trazer um legado de informações e produções científicas num contexto regional”, afirma Roberto Sbragia, diretor da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP.

    O evento é fruto de um Doutorado Interinstitucional em administração entre a UEA e a FEA-USP, no qual 22 professores da universidade estadual estão em processo de doutoramento. 

    Artigos científicos 

    O evento abre espaço para a divulgação de artigos científicos e/ou ouvintes interessados nessa temática. As inscrições estarão abertas até o próximo dia 15 de agosto pelo site: https://amasconference.com/inscricoes

    Para o reitor da UEA, Cleinaldo Costa, o evento marca um momento importante no qual as universidades se reúnem para produzir conhecimento de impacto principalmente para a economia estadual e nacional.  “Estamos falando de indústria 4.0. É um momento de dialogar e pensar em avanços para nossa economia e para nossa universidade”, avalia o reitor.

    Leia mais:

    Amazonas deixa de pagar mais de R$ 450 milhões do Fundeb aos professores

    Floresta Amazônica reduz capacidade de absorção de carbono

    Inpa promove eventos sobre dimensões científicas e sociais da Amazônia


    Comentários