Fonte: OpenWeather

    Penitenciária Feminina


    Seap e Ufam fazem parceria em prol da saúde de detentas em Manaus

    Detentas fizeram teste rápido de DSTs e tiveram dia de cuidados com a beleza

    Projeto visa melhorar a vida das mulheres encarceradas | Foto: Divulgação

    Manaus - As mulheres da  Penitenciária Feminina de Manaus (PFM), localizada no Km 8 da BR-174 (Manaus-Boa Vista) ganharam um dia de embelezamento e cuidados com a saúde nesse sábado (14). A ação é fruto do projeto de extensão “Depois das Grades e Apesar Delas: Saúde como Caminho de Liberdade para Mulheres da Penitenciária Feminina de Manaus", da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Amazonas (FM/Ufam). O projeto tem parceria com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). 

    Na ocasião, 11 detentas fizeram teste rápido para detectar a presença de HIV, sífilis e hepatites virais; 10 cuidaram dos cabelos; e 12 fizeram a esmaltação. A programação aconteceu das 8h30 às 12h, e contou com o apoio de mais de 21 pessoas, entre acadêmicos, professores e voluntários, além de profissionais da Policlínica Dr. Antônio Reis e da Seap. 

     

    Ação ocorreu na Penitenciária Feminina de Manaus
    Ação ocorreu na Penitenciária Feminina de Manaus | Foto: Divulgação

    “O projeto visa  refletir junto com as mulheres encarceradas sobre erguer a cabeça, estabelecer metas em suas vidas para após o período do encarceramento e, durante o tempo no presídio, dar qualidade a esse tempo, cuidando da autoestima, do corpo e da mente, dentro das condições que possuem no presente com as contribuições de pessoas e Instituições que se fazem presentes na PFM para ajudá-las", afirmou Cecília Freitas, professora orientadora do projeto.

    A coordenadora de Saúde do Sistema Penitenciário do Amazonas, Alyne Eliza Botelho, acredita que os benefícios de projetos como esse são diversos. “Elevação da autoestima, do autocuidado, a prevenção de doenças e promoção à saúde, além dos programas que a própria secretaria já oferece, como o projeto de auto coleta de HPV, o projeto de Tuberculose, entre outros. Isso só tem a acrescentar para o bem-estar físico e mental dessas mulheres’’, concluiu.

    Autoestima

    Para incentivar ainda mais o autocuidado e a autoestima, os alunos voluntários providenciaram lanches e a distribuição de batons para as mulheres privadas de liberdade.  

    Periodicidade

    O projeto teve início no dia 31 de agosto e vai até o dia 7 de dezembro deste ano, sempre em sábados alternados. 

    *Com informações da assessoria

    Comentários