Fonte: OpenWeather

    Hospital de campanha


    Prefeitura vai criar hospital de campanha para pacientes de Covid-19

    A unidade com capacidade de até 144 leitos será gerida pelo Grupo Samel e montada em escola municipal no bairro Lago Azul (Zona Norte).

    serão montados seis leitos hospitalares em cada sala de aula.
    serão montados seis leitos hospitalares em cada sala de aula. | Foto: Divulgação

    Manaus - O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, anunciou nesta quarta-feira (8), a criação de um hospital de campanha que terá capacidade de até 144 leitos para atender pacientes com casos de Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

    A unidade, que será gerida pelo Grupo Samel, será montada no Centro Integrado Municipal de Educação (Cime) no bairro Lago Azul (Zona Norte).

    “A escola está pronta para ser entregue, mas entendemos que salvar vidas agora é muito mais importante”, disse o prefeito.

    Parceria

    Arthur aproveitou a parceria anunciada pela empresa de saúde para convocar mais parceiros. “Estamos fazendo tudo o que está ao nosso alcance, enquanto poder público, e também o que não está, contando com a parceria de empresas como a Samel, acreditando que só juntos podemos vencer essa pandemia. Portanto, convoco àqueles que podem fazer mais por quem não pode, por aqueles que estão doentes, que some forças conosco para vencermos essa crise sanitária, social e econômica o mais rápido possível”, pediu o prefeito Arthur Neto.

    Estrutura

    | Foto:

    O Cime conta com dois prédios, um para Educação Infantil e outro para alunos do Ensino Fundamental, com 24 salas ao total em uma área de aproximadamente 6 mil metros quadrados. Se necessário, serão montados seis leitos hospitalares em cada sala de aula. A prefeitura dará a infraestrutura, mão de obra e os aparelhos da unidade de saúde, enquanto a rede particular ficará responsável pela administração, equipamentos e recursos para o amplo funcionamento e manutenção da estrutura.

    Com a demanda urgente de novos leitos na capital, Arthur informou que a unidade já está sendo equipada para entrar em operação em breve.

    “Estamos fazendo a toque de caixa. Já temos o tomógrafo, que foi adquirido e doado pelo grupo Transite e estamos vendo o aparelho de raio-x. Nossa meta é termos também alguns leitos de UTI. Vamos fazer todas as necessidades que não sejam estruturais. Faremos tudo muito rápido dentro da escola e colocá-la para funcionar como hospital”, afirmou.

    Profissionais

    A Prefeitura de Manaus e o grupo Samel estudam as adaptações necessárias e a contratação de profissionais de saúde. A estimativa é de que sejam chamados 15 médicos, 72 técnicos de enfermagem e 72 enfermeiros, por plantão.

    Doações

    A partir da parceria com a iniciativa privada, outras empresas também demonstraram interesse em colaborar com o hospital de campanha. Pensando nisso, a Prefeitura de Manaus abriu uma conta bancária onde poderão ser feitas doações. A utilização desses recursos estará disponível no portal da covid-19 (https://covid19.manaus.am.gov.br).

    “O grupo Samel, em nome do empresário Beto Nicolau, fez questão em ser o primeiro a depositar. Ele estará doando R$ 1 milhão, até pelo compromisso assumido conosco e com a cidade de Manaus”, divulgou o prefeito.

    As doações podem ser feitas para: Banco: 001 (Banco do Brasil), Agência: 3563-7; Conta: 10.483-3; CNPJ: 04.365.326/0001-73.


    Com informações da assessoria

    Comentários