Fonte: OpenWeather

    Violência contra a mulher


    Delegacia da mulher já registra quase 12 mil casos de violência no AM

    Nas últimas 24 horas, o PORTAL EM TEMPO, publicou oito crimes de violência em que mulheres são vítimas, inclusive, fatais

    | Foto: divulgação

    | Foto: divulgação

    Manaus- Nas últimas 24 horas, foram publicadas no PORTAL EM TEMPO, oito casos de crimes contra a mulher no Amazonas e algumas vítimas, foram brutalmente assassinadas. De acordo com os dados informados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP),  de janeiro a julho de 2020, foram confirmados 11.988 casos de violência contra a mulher. E isso, somente os crimes registrados, não há dados de subregistros. O relatório anual de 2019 da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM) fechou com 16.347 casos no total. 

    A titular da DECCM das zonas norte/leste, Wagna Costa, tem atuado no combate e prevenção da violência doméstica em Manaus. Para ela, boa parte das mulheres sofrem essa violência e continuam no ciclo, por questões sócio-econômicas e dependência financeira do cônjuge. Mas a delegada garante que medidas socioeducativas tem sido tomada pela especializada para prevenir e proteger as mulheres.

    "No Amazonas, os tipos de crimes mais frequentes são injúria, ameaça e lesão corporal. Essas mulheres que passam por vários tipos de violência, sejam elas física, moral, psicológica ou patrimonial, dentro do ambiente doméstico não podem calar. Hoje, temos vários meios de realização de denúncias, seja pessoalmente, telefone ou internet. A delação é uma forma de tomarmos conhecimento e ajudá-las ”, explica Wagna.

    Delegada Wagna Costa titular da DECCM zona Norte/Leste
    Delegada Wagna Costa titular da DECCM zona Norte/Leste | Foto: Divulgação/PCAM

    Últimos caso de violência no Estado

    Na noite de segunda-feira (24), Talita da Silva Tavares foi assassinada a facadas, por volta das 21h, na casa onde morava, no município de Coari (distante 369 quilômetros da capital). O suspeito do crime é Raimundo Gomes de Oliveira, conhecido como "Roxinho", o esposo da vítima que efetivou os golpes motivado por ciúmes. Ele foi preso em flagrante pela autoria do crime. 

    Anderson Deodato, de 22 anos, foi preso na manhã desta terça-feira (25), por suspeita de agredir a esposa durante uma discussão no bairro Santa Etelvina, zona Norte de Manaus. Durante a briga, ele acabou sendo esfaqueado pela companheira, que tentava se defender das agressões. 

    Nem as mulheres idosas escapam

    Aos 85 anos, uma idosa foi vítima de uma tentativa de estupro, na casa onde ela mora, na Avenida Silves, Zona Sul de Manaus. A vítima foi surpreendida por um homem encapuzado no momento em que dormia e foi salva pela chegada da filha. O filho dela, um homem de mais de 50 anos é o principal suspeito do crime.  

    Por pouco A.M.B, 31 anos, não morreu, após ser esfaqueada no final da manhã desta terça-feira (25), por uma 'amiga' identificada como Rosely Cleide Souza Prazeres, 36 anos. O crime aconteceu em uma casa na comunidade Gustavo Nascimento, na zona Norte de Manaus e a suspeita foi presa em flagrante. A motivação do crime ainda é investigada pela polícia.

    Canais de denúncias

    Em Manaus e no interior, as denúncias podem ser feitas por telefone pelo número 180, a Central de Atendimento à Mulher. Quem mora em Manaus pode ir às DECCM e fazer o registro de forma presencial. Atualmente são três sedes, situadas na zona Norte/Leste, Sul e Centro-Sul.

    Leia Mais: 

    Mulher é esfaqueada pela 'amiga' na Zona Norte de Manaus

    Homem agride companheira e acaba esfaqueado em Manaus

    Mulher é assassinada a facadas por marido ciumento no AM

    Comentários