Fonte: OpenWeather

    Protesto


    Candidatos fazem manifestação e pedem anulação do concurso da Seduc-AM

    Seduc já foi notificada por dois MPs para suspender certame por prazo indeterminado

    Manifestantes fazem protesto contra concurso da Seduc-AM
    Manifestantes fazem protesto contra concurso da Seduc-AM | Foto: Arquivo Pessoal/Divulgação

    Manaus - Candidatos do concurso da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc) fizeram uma manifestação em frente à sede do órgão na manhã desta terça-feira (17), para pedir a anulação total do certame, realizado no dia 8 de julho, em Manaus. 

    "Estudei desde o começo do ano para o concurso, bem antes do edital sair. Acredito que fui classificada, mas com todos estes boatos circulando já estou perdendo a esperança quanto à nomeação dos aprovados". O relato é da professora Nayandra dos Santos, de 24 anos, que prestou o concurso, acrescentando que estudou para a prova desde janeiro deste ano. 

    Leia também:  Concurso da Seduc 2018: o mais patético da história do Amazonas                           

    Irregularidades

    Ao EM TEMPO, a professora afirmou ter fotos, vídeos e documentos que comprovam irregularidades durante a aplicação das provas.

    "Na parte da manhã, diversos colegas mandaram fotos de malotes de provas que já chegaram nas escolas com os lacres violados. Haviam pacotes até mesmo rasgados. Além disso, durante os dias seguintes vimos circulando nas redes sociais vários fiscais deixando os candidatos usar o celular na hora da prova", falou.

    A candidata disse ainda que soube de brigas entre coordenadores do concurso e falta de equipamento para a fiscalização durante as provas, como detector de metais, usado quando uma pessoa vai ao banheiro. "Esperávamos um concurso sério e eficaz para quem realmente estudou. Vimos as provas serem entregues por um mototaxista em uma escola. Além disso, pesquisamos na internet sobre a banca responsável pelo concurso e achamos processos contra essa empresa, em trâmites na Justiça. Até o proprietário dela aparece em denúncias de vereadores de outros Estados", denuncia.

    Notificação

    No último dia 12 de julho, o Ministério Público Estadual do Amazonas (MP-AM) e o Ministério Público de Contas (MPC) expediram recomendação de suspensão imediata do concurso para a Seduc ter tempo de apurar todas as denúncias contra o concurso e garantir a lisura do certame.

    Após candidatos denunciarem problemas na aplicação do exame, a prova para o cargo específico de professor de ensino regular foi anulada.

    O secretário Lourenço Braga afirmou que as provas canceladas para o cargo de professor do primeiro ao quinto ano seriam feitas no próximo dia 22 de julho, porém, a tramitação está parada devido à suspensão urgente. Nayandra ainda destacou que, quando esteve na sede do MP-AM, uma promotora apontou fortes possibilidades de anulação do concurso.

    "Ela disse que tinha recebido mais de 50 denúncias na vara de educação. Só por conta disto, ela acredita que realmente o concurso possa ser anulado", comentou.

    Seduc

    A reportagem entrou em contato com assessoria da Seduc para uma resposta sobre os protestos realizados durante a manifestação, porém até a publicação dessa matéria, não obteve resposta.

    Leia mais:

    Concurso da Seduc 2018: o mais patético da história do Amazonas

    Candidatos pedem anulação de concurso da Seduc durante protesto no MP

    Ministério Público recomenda suspensão imediata de concurso da Seduc

    Comentários