Fonte: OpenWeather

    Abuso Sexual


    Acusado de estuprar alunas de 8 e 9 anos, professor volta a ser preso

    Três vítimas foram confirmadas pela Polícia

    Ele havia sido solto após audiência de custódia no dia 1º de outubro. | Foto: Divulgação

    Manaus - Denunciado por abusar sexualmente, nas dependências da Escola Municipal Maria Pereira Campos, o professor do Ensino Fundamental C. A. P. C., de 47 anos, foi preso novamente por estupro de vulnerável. Ele havia sido solto após audiência de custódia no dia 1º de outubro.

    A delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) afirmou ao EM TEMPO que havia elementos suficientes para ele voltar à prisão, inclusive outras duas vítimas de nove anos foram ouvidas.

    "Três vítimas foram confirmadas".  Nesta quarta-feira (17) haverá uma coletiva de imprensa para outros detalhes e esclarecimentos. 

    Entenda o caso

    O homem é acusado de aliciar uma menina de oito anos. Após o flagrante, ele passou pelos procedimentos cabíveis na Depca e foi apresentado na audiência,  no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, bairro São Francisco, Zona Sul, onde foi solto para responder pelo crime em liberdade.

    Na audiência, a juíza Rosália Guimarães Sarmento disse que o Ministério Público considerou que a prisão em flagrante foi ilegal. Conforme a decisão, a magistrada determinou a adoção de medida protetiva à vítima. Na qual o professor e a aluna não devem ter contato ou ficar no mesmo ambiente.

    O crime

    Conforme o registro policial, o crime ocorreu por volta das 9h durante intervalo de recreio da escola, localizada na rua São Benedito, bairro Colônia Santo Antônio, Zona Norte de Manaus. 

    Ao Em Tempo, o pai da vítima, de 30 anos, relatou que a filha sentiu dores no mamilo e contou para a mãe de 36 anos que o professor tinha levantado a blusa dela e chupado o mamilo.

    "A minha filha reclamou para mãe dela que estava com dores no mamilo. Ela disse que o professor levantou a blusa dela e chupou o mamilo durante o horário de recreio. Isso é um absurdo! O professor está na escola para educar e não para aliciar", reclamou o pai. 

     Protesto

    O protesto ocorreu nesta quinta-feira, por volta das 11h em frente à unidade de ensino, na Zona Norte da cidade, onde os crimes teriam ocorrido. Com cartazes, dezenas de manifestantes pediram a prisão do professor.

    A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informou que o professor foi afastado das funções até a conclusão das investigações.

    Leia mais

    Professor acusado de estuprar alunas pode ser preso a qualquer momentoProfessor preso por abusar de aluna é solto em audiência de custódiaProfessor é preso após aliciar menina dentro de escola em Manaus

    Comentários