Fonte: OpenWeather

    PÁSCOA


    Ipem inicia operação para fiscalizar ovos de Páscoa em Manaus

    Mais de 500 ovos de chocolate foram coletados para análise; peso, qualidade e segurança dos produtos serão avaliados

    Empresas flagradas vendendo produtos irregulares serão autuadas pelo Ipem. Multas podem chegar a R$ 1,5 milhão | Foto: Divulgação/Ipem

    Manaus - Na manhã desta sexta-feira (12), o Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM), autarquia estadual e órgão delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) deu inicio à operação “Páscoa na Medida Certa 2019”. No primeiro dia de operação, 288 unidades de ovos de chocolate foram analisadas no laboratório do Órgão. Técnicos do Instituto verificaram a pesagem do chocolate e fizeram a avaliação da conformidade dos brindes. Até o momento não foram encontradas irregularidades nos produtos de Páscoa.

    Segundo o diretor presidente do Ipem-AM, engenheiro Márcio André Brito, um total de 600 ovos de Páscoa já foram coletados de diversos estabelecimentos comerciais da capital e do interior do Amazonas, desde o início do mês de abril. “O objetivo é verificar se a quantidade declarada na embalagem representa a quantidade real; e se os brinquedos oferecidos como brindes são certificados pelo Inmetro”, informou Márcio André.

    O titular do órgão aproveita a data comemorativa para dar dicas aos consumidores na hora da compra. “Nós orientamos aos pais, que, ao fazer a aquisição do ovo de Páscoa, verifique primeiro a quantidade declarada; se o consumidor perceber que está muito leve, procure uma balança eletrônica, que deve haver no próprio estabelecimento, e faça uma simples pesagem. Em relação aos brinquedos – a maioria dos fabricantes oferece como brinde – verifique se existe a marca do Inmetro, o que significa que esse brinquedo passou por ensaios de segurança e qualidade e não oferece riscos que podem provocar um acidente doméstico”, orientou Brito.

    Peso, qualidade e segurança dos produtos serão avaliados
    Peso, qualidade e segurança dos produtos serão avaliados | Foto: Divulgação/Ipem

    Balanço

    As empresas que forem flagradas comercializando produtos irregulares serão autuadas e terão um prazo de dez dias para apresentar defesa escrita junto ao órgão. As multas podem chegar a R$ 1,5 milhão.

    Em 2018, foram analisados 1.436 ovos de Páscoa, sendo duas marcas reprovadas: uma nacional, por estar abaixo do peso, e a outra artesanal, com a falta de indicação quantitativa na embalagem. Caso o consumidor desconfie de alguma irregularidade na comercialização de ovos de chocolate, pode fazer denúncias ou pedir mais esclarecimentos junto à Ouvidoria do Ipem-AM, pelo telefone 0800 092 2020, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, ou ainda enviar e-mail para [email protected]

    Dicas

    - Verifique se o produto apresenta, de forma clara, a indicação do peso líquido na embalagem. Esta indicação deve se referir apenas ao peso do chocolate, devendo ser desconsiderado o peso da embalagem e dos brindes;

    - As numerações servem apenas como referência de tamanho, e cada marca adota uma escala diferenciada, por isso cabe ao consumidor atentar à indicação do peso líquido do ovo de chocolate;

    - As embalagens dos brindes precisam conter informações como prazo de validade, registro nos órgãos competentes. E, se houver brinquedo, a embalagem deve conter a frase: “ATENÇÃO: Contém brinquedo certificado no âmbito do Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade”, devendo ainda apresentar o Selo do Inmetro e a indicação da faixa etária a que se destina.

    *Com informações da assessoria.

    Leia mais

    Vídeo: Bagagens de mão agora devem ter tamanho e peso adequado em vôos

    1,7 tonelada de pirarucu é apreendida em frigorífico de Manaus

    Falta de banheiros públicos deixa população sem alternativa, em Manaus

    Comentários