Fonte: OpenWeather

    Acidente Aéreo


    Helicóptero desaparecido é encontrado no interior do Amazonas

    De acordo com testemunhas, o helicóptero foi localizado nas redondezas de Novo Aripuanã com três pessoas mortas, e a quarta permanece desaparecida

    Veja reportagem | Autor: Juliano Couto/TV Em Tempo

    Manaus -  O helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB), que estava desaparecido no município de Novo Aripuanã  (município distante 1.378 quilômetros de Manaus), foi encontrado nesta sexta-feira (10). A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da FAB. A aeronave transportava quatro pessoas e faria voo em direção a uma pousada no rio Acari, na última segunda-feira (6), na mesma região, onde perdeu contato com a torre.

    De acordo com testemunhas, o helicóptero foi localizado nas redondezas do município com duas pessoas mortas. Duas vítimas ainda permanecem desaparecidas.

    O helicóptero partiu na última segunda com destino a uma fazenda de uma comunidade naquela região. A viagem de apenas 20 minutos se tornou um mistério. A assessora parlamentar Arlene Santana conhecia duas das quatro pessoas a bordo.

    Segundo ela, os conhecidos trabalhavam com manutenção de antenas de internet, um serviço rotineiro na região.

    Ela conta que os moradores ouviram um grande barulho na floresta, como se fosse uma explosão. Na aeronave, estavam o piloto, que segundo os moradores não é da região, e os técnicos de informática identificados como Santana Vale, de 40 anos, e Fiorentino Júnior, de 28 anos. O outro passageiro foi identificado apenas como Davi.

    Desde segunda, quando a aeronave não retornou para o município, a própria população passou a realizar as buscas. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), a aérea é de difícil acesso devido às árvores muito grandes e sem terreno para pousos.

    Delegado do Departamento de Operações diz que falta de aparelho de localização dificulta buscas
    Delegado do Departamento de Operações diz que falta de aparelho de localização dificulta buscas | Foto: Reprodução/TV Em Tempo

    O delegado do Departamento de Operações Aéreas, Heliton Souza, disse que o modelo do helicóptero de prefixo PT-YTJ só suporta três horas e 15 minutos de sobrevoo, e tem capacidade para até seis pessoas, e que por isso estava dentro do limite de peso.

    Segundo a  FAB, a aeronave não possui nenhum aparelho de localização. Na manhã da última quinta (9) na Assembleia Legislativa, o deputado Sinésio Campos (PT) cobrou providência das autoridades.

    Por meio de nota, a FAB informou que o Salvaero Amazônico, que coordena buscas aéreas na região, foi notificado na quarta (8). A unidade faz o levantamento de dados e a apuração sobre a possível trajetória da aeronave no intuito de estabelecer novas fases da operação e comunicar as autoridades responsáveis.

    Veja a reportagem completa da TV Em Tempo:

    Veja reportagem | Autor: Juliano Couto/TV Em Tempo

    *Colaborou com informações: Izaias Godinho 

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Grupo é preso por aplicar golpes em idosos em Presidente Figueiredo

    Suspeito de matar ex-presidiária no interior do AM é encontrado morto

    Assista mais vídeos da TV Em Tempo

    Comentários