Fonte: OpenWeather

    Patrimônio


    Empresário do AM tem interesse em reestruturar Santa Casa de Manaus

    Abandonado, desde 2004, o prédio pode ser reestruturado para uma unidade de atendimento de saúde da terceira idade

    Santa Casa de Misericórdia de Manaus completa 139 anos de fundação. | Foto: Ione Moreno

    Manaus - Parece que a solução para a Santa de Misericórdia de Manaus está próxima. Durante a comemoração de 139 anos da unidade, na quinta-feira (17), a comissão interventora do patrimônio informou que um empresário amazonense tem interesse em reestruturar o prédio.

    A instituição prestou serviços a sociedade manauara até 2004, quando teve suas portas fechadas, ficando à mercê do abandono. Desde lá, a única atividade que se vê no local é a de moradores de rua, que veem no prédio um refúgio seguro para dormir e usar entorpecentes.

    Em 2016, a juíza da 8ª Vara Cível e de Acidentes do Trabalho de Manaus, Drª Onilza Abreu Gerth, nomeou uma comissão interventora da Santa Casa de Misericórdia de Manaus

    "Não podemos revelar o nome do empresário porque ainda estamos realizando as tratativas. Ele procurou a comissão interventora e demonstrou interesse em adquirir o prédio com o intuito de reestruturar e transformar em uma unidade de saúde, sobretudo voltada para terceira idade", afirmou Tiago Queiroz.

    A Procuradoria da Fazenda Nacional (PFN) deu um prazo de 15 dias úteis para o empresário formalizar a aquisição, caso não seja realizado o acordo, o prédio será leiloado.

    Tapumes da Santa Casa foram colocados em 2017
    Tapumes da Santa Casa foram colocados em 2017 | Foto: Ione Moreno

    Enquanto isso, a responsabilidade sobre os cuidados emergenciais do prédio passa de mão em mão: do Governo do Amazonas para a Prefeitura de Manaus, passando pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), e com a intermediação do Ministério Público Federal (MPF) e da Justiça Federal. No entanto, ninguém ainda tomou a iniciativa de iniciar a recuperação.

    Violência 

    O local virou um ponto de consumo de drogas e até mesmo de desova. Em 29 de janeiro de 2019, o corpo de um homem foi encontrado no interior do prédio, que já está sem qualquer cobertura ou vigilância patrimonial. Mas esse não foi o primeiro.  Em 13 de dezembro de 2018, um morador de rua e flanelinha foi morto a facadas por três homens, que segundo a Polícia, teriam fugido para o bairro de Aparecida.

    O crime mais cruel, no entanto, pode ter sido um que aconteceu em 13 de junho de 2017. Uma mulher identificada como Leidiane de Souza Ferreira, à época com 20 anos de idade, foi encontrada morta dentro da Santa Casa, grávida de oito meses.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Santa Casa de Misericórdia de Manaus: um problema ainda sem resolução

    Vídeo: problemas judiciais impedem reformas em prédio da Santa Casa

    Comentários