Fonte: OpenWeather

    Amazonas


    ‘Amazonas começa a viver em estado de anomia’, diz prefeito de Manaus

    O prefeito ressaltou que o mais correto seria uma intervenção federal sobre todos os presídios

    O prefeito de Manaus reconheceu que as polícias Civil e Militar de Manaus têm efetivo e condições de realizar um bom trabalho | Foto: Mário Oliveira / Semcom

    Manaus - O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, criticou a ação do governo em relação ao combate das facções criminosas no estado no Amazonas. A declaração foi feita, na manhã desta terça-feira (28), durante a cerimônia que deu início a regularização fundiária dos moradores do bairro São José, na Zona Leste de Manaus.

    “Nós sabemos que temos um fenômeno. Há governos que tratam de maneira mais desleixada essa questão penitenciária, no caso do Amazonas, e há governos que trabalham de maneira mais dura. Ambos sofrem, mas um está cumprindo o dever, o outro não está”, criticou o prefeito.

    O prefeito, ainda, ressaltou que retirar as mulheres que estavam cumprindo pena no complexo e realocar presidiários de uma facção criminosa rival da outra que estava do outro lado do muro, que divide as duas unidades prisionais, foi um ‘convite à chacina’. 

    “Tirar mulheres de um pavilhão e colocar detentos da facção criminosa rival é um erro inadmissível. Isso foi um convite para que houvesse de novo essa vergonha que é Manaus ser exibida como uma cidade que não é capaz de tomar conta da situação penitenciária”, disse Arthur Neto.

    Artigo 

    Na segunda-feira (27), Arthur Neto publicou nas suas redes sociais afirmando que a população de bem deve se unir para impedir que o tráfico vire um Estado dentro do próprio Estado. Para o prefeito, o massacre nas unidades prisionais do Amazonas, com o registro de 55 mortos, chama a atenção para a falta de controle nas unidades prisionais que deveriam ser locais para isolar criminosos e dar segurança para a sociedade.

    “É preciso fibra. Tem de ter resistência. É essencial que a normalidade retorne aos lares amazonenses”, afirmou o prefeito de Manaus, que vem usando de sua influência política para pedir apoio a órgãos federais para a crise de insegurança na capital. No início deste mês de maio, Arthur esteve com o ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Alberto Santos Cruz, e, em outra oportunidade, também se reuniu com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para tratar sobre os casos de violência urbana sofridos por servidores e contra unidades administrativas e de saúde da Prefeitura de Manaus.

    Com a falta de controle sobre os presídios exposta, o prefeito ressaltou que o mais correto seria uma intervenção federal sobre todos os presídios. “Nos presídios, as facções reinam absolutas. A situação é tão esdrúxula, que os chefões se sentem mais seguros presos do que nas ruas. É um novo e deformado tipo de ser humano, que prefere a prisão à liberdade. Que fazem dos presídios uma espécie de ‘escritório’. Parecem ‘executivos’ dando ordens aos comandados do submundo que subjuga o povo de Manaus, sob os olhares inexperientes e atônitos dos que deveriam comandar e organizar o Amazonas”, avaliou.

    Arthur Neto ressaltou ainda a decisão do ministro Sergio Moro em reforçar o policiamento nos presídios de Manaus e reconheceu que as polícias Civil e Militar de Manaus têm efetivo e condições de realizar um bom trabalho, mas que esbarra em uma falta de comando firme, que leva o Amazonas ao estado de anomia.

    “Estado de anomia sim: finanças em descontrole, ausência de planos e metas, caos na saúde, greve de mais de 30 dias na educação, presídios dirigidos por bandidos, ruas que ameaçam vidas e sonhos.

    As polícias Civil e Militar possuem bons quadros, profissionais de valor, órfãos de um comando efetivo. A ausência não comanda ninguém. Ela apenas ressalta que o nosso povo merece destino melhor que o perverso deboche atual”, finalizou o prefeito Arthur Virgílio Neto.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Prefeito entrega novo gerador de biogás ao Aterro Sanitário de Manaus

    Prefeitura intensifica mutirão de limpeza, jardinagem e capinação

    Comentários