Fonte: OpenWeather

    Inclusão


    1ª semana do Circuito Motor na Seped motiva pais de PcDs

    A atividade é mais um incentivo ao desenvolvimento dos filhos

    A ação iniciou nesta semana
    A ação iniciou nesta semana | Foto: Zeca Barcellos/Seped

    Manaus- A primeira semana do circuito motor, atividade oferecida pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped) desde o dia (4) de junho, já traz bons resultados para crianças que apresentam dificuldade na mobilidade física. O diagnóstico é da psicóloga que atende ao projeto, Gisele Amaral.

    “Foi tudo muito proveitoso. É incrível ver que, em apenas três dias, há crianças que já apresentam evolução, seja física ou na questão da socialização”, avaliou Gisele.

    Ela ressaltou que o trabalho será maior com os pais das crianças. “Eles sentem mais a perda que os pequenos. No primeiro dia, tivemos uma mãe que ficou muito apreensiva porque, pela primeira vez, ficaria longe do filho. Uma outra chorou porque a filha foi direto para o colo da nossa fisioterapeuta e acenou, se despedindo dela”, descreveu.

    Atividades paralelas

    Pensando neste contexto familiar, a Seped incluiu junto ao circuito motor, atividades paralelas para os pais. São oferecidos serviços de alongamento e rodas de conversa para orientação e sensibilização.

    “Eles têm nos tratado com muito carinho e respeito aqui. Meu filho, o Asafe, tem autismo severo e me emociono ao vê-lo socializar com os colegas da turma e fazer as atividades. Ele chora ao entrar porque nunca fez nenhum acompanhamento, sempre está perto de mim, mas depois o vejo brincando e interagindo. Isso me deixa feliz”, disse, com lágrimas nos olhos, a mãe do garotinho que tem 4 anos, Elizanete Silva.

    Circuito motor

    As atividades motoras têm o intuito de intensificar e estimular o desenvolvimento das crianças com deficiência e, para quem tem buscado o serviço, é a oportunidade de complementar a reabilitação dos filhos.

    Os exercícios são realizados na sede da Secretaria, localizada na rua Salvador, 456, Adrianópolis, zona sul de Manaus, atendendo crianças com idade entre 1 e 6 anos. A maioria dos casos atendidos nessa fase do projeto é de crianças autistas.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Junho Vermelho alerta para necessidade de doação de sangue no AM

    Detran notifica mais de 90 motoristas durante ‘Operação Imperium’

    Comentários