Fonte: OpenWeather

    Evento religioso


    Festa de Pentecostes altera o trânsito no entorno do Sambódromo

    Duas faixas da avenida Pedro Teixeira será destinada aos pedestres e as utras faixas ficam liberadas para a circulação de veículos

    As vias no entorno do Sambódromo estarão monitoradas por agentes da Gestão do Trânsito do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU)
    As vias no entorno do Sambódromo estarão monitoradas por agentes da Gestão do Trânsito do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) | Foto: Arquivo EM TEMPO

    Manaus - A partir das 8h deste domingo (9), a avenida Pedro Teixeira terá duas faixas destinadas à circulação de pedestres, no trecho entre a alameda do Samba e a frente do Centro de Convenções/Sambódromo, onde será realizado o evento religioso Pentecostes, a partir das 14h. Outras faixas da avenida ficam liberadas para a circulação de veículos.

    A alameda do Samba ficará exclusiva para o estacionamento dos ônibus que transportam participantes do evento, também a partir das 8h. A via estará sinalizada com gradis para dar mais segurança no deslocamento dos fiéis ao Sambódromo. A avenida Belmiro Vianez não será interditada. A rua Flaviano Limongi, entre o Sambódromo e a Arena da Amazônia, terá tráfego restrito para viaturas operacionais.

    As vias no entorno do Sambódromo estarão monitoradas por agentes da Gestão do Trânsito do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU) posicionados em pontos estratégicos para monitorar as interdições, desvios e garantir segurança no trânsito de pedestres e veículos.

    Veja como ficará o trãnsito no domingo (9) para o Pentecostes: 

    Prefeitura de Manaus divulgou o mapa com as alterções no trânsito
    Prefeitura de Manaus divulgou o mapa com as alterções no trânsito | Foto: Divulgação

    *Com informações da assessoria

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Moradores enfrentam dificuldades de saneamento em período de cheia

    Manaus fica em 1º no prêmio Brasil de Responsabilidade Previdenciária

    Comentários