Fonte: OpenWeather

    Paralisação


    Empresas depositam pagamento e ameaça de greve dos ônibus é suspensa

    STTRM afirmou que qualquer informação sobre paralisação de rodoviários nesta sexta-feira (28) é tratada como "fake news"

    “Depois de nove dias de atrasos, o adiantamento quinzenal referente ao mês de junho, foi pago. Greve totalmente descartada por parte dos trabalhadores rodoviários”, afirmou o Sindicato.
    “Depois de nove dias de atrasos, o adiantamento quinzenal referente ao mês de junho, foi pago. Greve totalmente descartada por parte dos trabalhadores rodoviários”, afirmou o Sindicato. | Foto: Divulgação

    Manaus - Na madrugada desta sexta-feira (28), as empresas de ônibus de Manaus começaram a realizar o pagamento do adiantamento quinzenal de salário para os rodoviários. O clima estava tenso desde a última segunda-feira (24), quando os trabalhadores decidiram recolher os veículos para as garagens das empresas como uma forma de pressionar os empresários pelo pagamento de direitos trabalhistas.

    Conforma a assessoria do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviários de Manaus (STTRM), nesta sexta surgiram "Fake News" anunciando uma possível paralisação dos rodoviários.

    Em nota, o STTRM desmentiu a informação. “Depois de nove dias de atrasos, o adiantamento quinzenal referente ao mês de junho foi pago. A greve está totalmente descartada por parte dos trabalhadores rodoviários”, afirmou o sindicato. 

    O STTRM frisou que qualquer informação sobre algum movimento grevista e fake news. 

    Última paralisação 

    Na última segunda-feira (24), trabalhadores rodoviários de Manaus cruzaram os braços e paralisaram as atividades nos terminais e nas garagens. Ônibus das empresas Viação São Pedro, Global Green e Expresso Coroado, estão parados.

    Naquela segunda-feira o Sinetram disse que não teria como realizar o pagamento da categoria.
    Naquela segunda-feira o Sinetram disse que não teria como realizar o pagamento da categoria. | Foto: Divulgação

    Segundo o STTRM, os trabalhadores paralisaram após não receberam o adiantamento quinzenal.

    Segundos os rodoviários, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) teria informado que não havia como pagar os trabalhadores. Na ocasião, o Sinetram não se pronunciou sobre o caso.

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais: 

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no WhatsApp. Clique aqui!

    Passageiros são surpreendidos com nova paralisação de ônibus no T1

    Paralisação de Rodoviários em Manaus é suspensa



    Comentários