Fonte: OpenWeather

    Manifestação em Manaus


    Manifestantes protestam contra fechamento de PAC na Zona Leste

    De acordo com o líder do movimento, Anderson Santos, o argumento usado pela Sejusc pela retirada, seria a falta de demanda no PAC, o que não justifica a permanência no Shopping Cidade Leste

    Manifestações estão ocorrendo desde junho para garantir a manutenção do PAC.
    Manifestações estão ocorrendo desde junho para garantir a manutenção do PAC. | Foto: Reprodução

    Manaus - Moradores da Zona Leste mobilizam-se para evitar a saída do Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC), localizado no Shopping Cidade Leste, na Zona Leste de Manaus, após a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) anunciar a retirada do PAC do local, de acordo com um dos denunciantes.

    De acordo com o líder do movimento, Anderson Santos, o argumento usado pela Sejusc pela retirada, seria a falta de  demanda no PAC, o que não justifica a permanência no local. 

    De acordo com Santos, a justificativa não se confirma, sendo exatamente a situação oposta. ‘’ Inicialmente, éramos lotados com muitos serviços no local, que foram sendo retirados aos poucos, o que afastou o público. Mesmo com essa retirada de serviços, o PAC seguia lotado, como segue até hoje, o que vai em contramão ao argumento deles’’, comentou ele.

    Manifestações

    Reunião da liderança com a secretária da Sejusc, Caroline Braz
    Reunião da liderança com a secretária da Sejusc, Caroline Braz | Foto: Reprodução

    Uma manifestação foi realizada no último dia 25, para que a decisão fosse revista.. ‘’Descobrimos que o PAC seria fechado, sem justificativa até então. Fomos ao PAC e realizamos um manifesto pacífico pela permanência do PAC. Com isso, conseguimos uma reunião com a secretária da Sejusc, que tentou nos convencer de que o local seria fechado e o atendimento transferido para o PAC São José, que hoje não atende nem a demanda do São José, que é altíssima’’, disse Santos.

    Santos também afirmou que, se não fossem eles, o PAC já estaria fechado. ‘’Estava previsto para ser fechado no dia 26. Com a nossa manifestação, a secretária decretou a prorrogação do PAC por mais 30 dias, ainda sem uma definição final’’, argumentou ele.

    De acordo com o movimento, se a saída for confirmada, medidas serão tomadas. ‘’Paralisaremos a Grande Circular em uma grande manifestação pois foram 10 anos de luta para trazer este PAC para cá e não podem simplesmente fechar o local’’, afirmou Santos.

    Santos finaliza argumentando que, além da manutenção, eles também buscam melhorias para o local. ‘’Estamos em encontros com diversas órgãos, buscando parcerias, para que possamos trazer para nossa região diversos serviços tais como Águas de Manaus, Amazonas Energia, a Casa do Cidadão, o Sine Amazonas, O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), além dos outros serviços que já existiam aqui’’, finalizou ele.

    Procurada pelo EM TEMPO, a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) não respondeu as solicitações feitas pela reportagem até o momento de publicação da matéria.

    Leia Mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Trânsito é parcialmente interditado após acidente na Zona Leste

    A realidade por trás da 'magia' do Festival de Parintins


    Comentários