Fonte: OpenWeather

    Rio Negro


    Vazante: rio Negro apresenta redução de 26 cm em Manaus

    O número é referente a cota máxima registrada em maio deste ano

    Régua do Porto de Manaus. | Foto: Marcely Gomes

    Manaus - Após uma crescente cheia do rio Negro no primeiro semestre do ano, chegando a cota máxima de 29,42 metros, fazendo com que a Prefeitura declarasse estado de emergência, o período da vazante começou. Desde o início de julho até esta terça-feira (9), o rio Negro reduziu cerca de 26 centímetros, atingindo a marca de 29,16 metros.

    Segundo o engenheiro do Porto de Manaus, Valderino Pereira, responsável pela medição diária do rio Negro, ainda não se pode afirmar se a vazante será intensa, provocando uma grande seca ou se reduzirá a um nível de diferença menor que a cota atual. O período de descida do rio dura até meados de novembro.

    “Hoje o nível do rio Negro é de 29,16 metros. Apesar de temos uma redução significativa se comparado ao primeiro semestre do ano. O nível ainda ultrapassa a cota máxima declarada como situação de emergência pela Prefeitura, que é de 29 metros. Por isso ainda é cedo afirmar se teremos uma grande seca”, contou Valderino.

    Engenheiro do Porto de Manaus, Valderino Pereira.
    Engenheiro do Porto de Manaus, Valderino Pereira. | Foto: Marcely Gomes

    Situação de emergência

    No dia 3 de junho, a Prefeitura de Manaus decretou situação de emergência na capital por conta da enchente. O decreto foi feito no Diário Oficial do Município.

    Desde então, a prefeitura realiza ações para combater danos causados pela enchente dos rios Negro e Amazonas pelo prazo de 180 dias. Caso seja necessário, a prefeitura afirmou  irá solicitar recursos do governo federal.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Cheia do rio Negro prejudica comerciantes no Centro de Manaus

    Prefeito anuncia Situação de Emergência em Manaus por conta da cheia

    Comentários