Fonte: OpenWeather

    Transporte Público


    Vídeo: Prefeito anuncia intervenção no transporte público de Manaus

    Arthur Virgílio Filho disse ainda que já existe proposta de outras empresas para atuarem no transporte coletivo de Manaus

    As providências estão instituídas em decreto que foram assinados no Palácio Rio Branco, no Centro de Manaus
    As providências estão instituídas em decreto que foram assinados no Palácio Rio Branco, no Centro de Manaus | Foto: Divulgação

    Manaus - Com um discurso sério e firme o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, anunciou na tarde desta segunda-feira (22), que tomará medidas duras contra as empresas de transporte coletivo de Manaus. Segundo ele, a partir de hoje, haverá intervenção financeira no transporte coletivo, e todas as contas das empresas serão fiscalizadas.

    “Eu não posso respeitar pessoas que não pagam os seus empregados, que não respeitam o povo manauara, que ficam ricos e gastam e investem dinheiro em outras cidades e países”, declarou Arthur.

    As providências estão instituídas em decreto que foram assinados nessa tarde, no Palácio Rio Branco, no Centro de Manaus.

    “Eu avisei ao presidente do Sinetran que hoje eu ia anunciar uma medida dura, mas ela não é mais contundente, vai haver uma devassa nas contas de todas as empresas e já temos propostas de empresas de fora que querem trazer ônibus novos para a nossa cidade”, declarou o prefeito.

    Assumiu a pasta do sistema financeiro o ex-empresário Francisco Bezerra, que será o intercessor do sistema financeiro da prefeitura de Manaus.

    “Eu confesso que vai ser um desafio mim e acredito que possamos contribuir. O empresário tem que ser verdadeiro e trabalhar, lógico a que não trabalhar será retirado do Sistema”, confirmou Bezerra.

    Para o procurador geral Rafael Gomes de Oliveira, os empresários devem respeitar a população e seus empregados.

    “Nós temos um contrato de concessão firmado em 2011, temos observado que a falta das empresas no tocante de pagamentos. Acreditamos que essa medida é emergencial e a princípio que vamos requerer uma cópia das despesas das empresas de ônibus, afim, de transparecer para a população e vamos saber o porquê o empregado não está recebendo do empregador e vamos dar suporte para a prefeitura e servir a comunidade de Manaus”, afirmou Raphael.

    Assista a reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Patrícia de Paula / TV Em Tempo
     

    Leia Mais 

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Moradores podem ter desconto de 50% na conta de água em Manaus

    Prefeitura de Manaus lança campanha contra obesidade

    Comentários