Fonte: OpenWeather

    Acordo


    Acordo de cooperação garante capacitação dos servidores da Saúde

    Cursos de pós-graduação para servidores da Semsa visando a qualidade do serviço a população

    Acordo entre Prefeitura de Manaus e Fiocruz garante capacitação dos servidores da Saúde
    Acordo entre Prefeitura de Manaus e Fiocruz garante capacitação dos servidores da Saúde | Foto: Divulgação

    Manaus - Um acordo de cooperação técnica foi assinado nesta sexta-feira (26), entre a Prefeitura de Manaus, o Instituto Leônidas e Maria Deane (ILMD), da Rede Brasileira de Escola de Saúde Pública da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Amazônia, para a execução de cursos de pós-graduação para servidores da saúde. A programação ocorreu no salão Canoas do ILMD/Fiocruz, na rua Teresina, bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul.

    O secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, afirmou que, além de fortalecer a atenção básica na capital, o acordo possibilita efetivar a  capacitação dos servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), visando a qualidade do serviço ofertado à população.

    Nesta primeira turma foram inscritos 103 candidatos para as 35 vagas disponíveis. Os cursos serão de caráter interprofissional. Foram selecionados enfermeiros, assistentes sociais, dentistas, farmacêutico, psicólogo, saúde coletiva, administradores e técnico em gestão hospitalar.

    Durante o evento, a diretora da Escola de Saúde Pública (Esap) da Semsa, Kássia Veras, explicou que o termo de cooperação técnica  entre a Semsa e a Fiocruz é válido por cinco anos e tem o objetivo de ofertar cursos voltados para as necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS) em Manaus.

    O curso é voltado somente para servidores da Semsa e tem a duração de 1 ano por turma. As aulas acontecerão às sextas-feiras, das 9h às 17h, e os participantes receberão ao final do curso um certificado da Fiocruz Amazônia como especialistas em saúde pública com ênfase na interprofissionalidade.

    Sendo coordenado por Júlio César Schweickardt, da Fiocruz, e Mateus Souza, da Esap, o curso, além das aulas presenciais, contará com atividades a distância no ambiente virtual de aprendizagem.

    Após a assinatura do Termo de Cooperação, os presentes participaram da aula inaugural com o tema “Que tipo de sanitaristas o SUS precisa?”, ministrada por Emerson Mehry.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no WhatsApp. Clique aqui!

    'Quem passa trote para o Ciops pode ser punido', diz secretário

    Mais 42 mil mudas de árvores são distribuídas em Manaus

    Comentários