Fonte: OpenWeather

    Codajás


    Caixas eletrônicos em Codajás estão queimados após falta de energia

    Há dias o município vem sendo alvo de constantes interrupções no fornecimento de energia da empresa Amazonas Energia

    De acordo com moradores, os caixas eletrônicos de uma agência bancária do município queimaram em uma das quedas de energia elétrica, que ocorrem repentinamente há quase três semanas
    De acordo com moradores, os caixas eletrônicos de uma agência bancária do município queimaram em uma das quedas de energia elétrica, que ocorrem repentinamente há quase três semanas | Foto: Reprodução

    Codajás - A falta de energia elétrica em Codajás (município distante 317 km quilômetros de Manaus) continua causando transtornas à população. Na manhã deste domingo (28), novas denúncias foram feitas ao Portal Em Tempo. De acordo com moradores, os caixas eletrônicos de uma agência bancária do município queimaram em uma das quedas de energia elétrica, que ocorrem repentinamente há quase três semanas.

    Uma moradora de 34 anos, que preferiu não se identificar, destacou que a população codajaense está sem poder realizar saques e depósitos bancários na única agência no município.

    “Estamos sem ter a certeza que iremos conseguir retirar o pagamento de nossos trabalhos e ficamos na dúvida de como iremos realizar compras nos comércios locais. Não sabemos como vai ficar o giro de capital no município”, destacou a moradora.

    A Eletrobras

    Por meio de nota publicada neste domingo (28), A Eletrobras Amazonas informou que, nas últimas semanas, dois geradores de energia apresentaram problemas técnicos e ficaram fora de operação para a manutenção corretiva.

    Ainda segundo a empresa, na noite de sexta-feira (26), as peças necessárias foram encaminhadas para a Usina Termoelétrica de Codajás para a normalização de um dos geradores, que já se encontra em operação. A nota de esclarecimento da empresa também informa que a normalização total da energia no município exige um tempo de espera, pois a manutenção do segundo gerador necessita de peças especificas, que não estão disponíveis no mercado local de Manaus e precisam ser importadas.

    De acordo com a Eletrobras, além dos problemas nos geradores, existem outros fatores que comprometem o funcionamento da ursina do município, que, inclusive, têm causado falta de energias no município, como o má distribuição das cargas do município, que sobrecarrega alguns geradores; a energia reativa está acima dos limites esperados, o que causa um desgaste precoce das peças e reduz a capacidade de geração de energia elétrica, e o aumento de 30% da carga do município, que atingiu o limite de energia contratada.

    A nota ainda destaca que a empresa subsidiária, Amazonas Energia, tem comunicado a respeito da necessidade de ajustes da rede elétrica de distribuição e que lamenta o transtorno causado ao município de Codajás.

    “A Amazonas GT Lamenta o transtorno causado ao município, devido às restrições momentâneas vividas nestas semanas pela UTE Codajás e conta com a compreensão de todos afirmando que não medirá esforços para solucionar os problemas de geração, nos limites de sua competência”, destacou a empresa.   

    Edição: Isac Sharlon

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp

    Vídeo: Codajás enfrenta 20º dia de caos sem energia elétrica

    Moradores de Codajás estão há quase um mês sem energia elétrica



    Comentários