Fonte: OpenWeather

    Investimento


    Governo investe R$ 900 mil em tecnologia de perícias médico-legais

    Equipamento de alta tecnologia irá tornar o trabalho das investigações criminais no Amazonas referência na região norte

    Dr. Lin Hung Cha, diretor do  Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC-AM)
    Dr. Lin Hung Cha, diretor do Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC-AM) | Foto: Yasmin Silva / FPS

    Manaus - O Instituto Médico Legal (IML), do Departamento de Polícia Técnico-Científica do Amazonas (DPTC-AM) irá receber, nos próximos dias, um scanner radiológico no valor de R$ 900 mil para agilizar e modernizar o processo de emissão dos laudos das perícias médico-legais do Estado.

    O equipamento possibilita a emissão de laudos com imagens em alta resolução e maior riqueza de detalhes, o que resulta em maior confiança na conclusão destes por parte dos peritos legistas e nas decisões necessárias pelas autoridades policiais e judiciárias.

    O crédito orçamentário para o financiamento da tecnologia foi repassado pelo Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) para a Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) para atender a demanda.

    A secretária executiva administrativa do FPS, Kathelen Santos, explica que a iniciativa reforça a integração entre os órgãos para a melhoria da execução dos serviços prestados pelo Estado.

    “Recebemos o plano de trabalho e observamos que o projeto estava dentro do escopo das finalidades do FPS, que atende as demandas dos projetos complementares e suplementares às ações do Governo. A ação conjunta entre os órgãos envolvidos demonstra o cumprimento das exigências do governador Wilson Lima, que preza pela qualidade técnica do trabalho realizado e voltado à população”, declarou.

    Kathelen Santos, secretária executiva administrativa do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS)
    Kathelen Santos, secretária executiva administrativa do Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) | Foto: Yasmin Silva / FPS

    O projeto de modernização cumpre a determinação do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) do Ministério Público e garante que o resultado entregue pela polícia científica se torne mais preciso, pois é dada maior segurança ao material coletado.

    De acordo com o diretor do DPTC/AM, Dr. Lin Hung Cha, a tecnologia também vai reduzir gastos e dar celeridade na emissão dos laudos.

    “Esse scanner vai trazer mais agilidade na emissão de exames especiais. Ele é um aparelho de raio-x blindado que não necessita baritar as paredes, que é uma proteção, também não precisa de técnicos de radiologia, filmes e reveladores. Então, isso vai trazer uma economia significativa para o Estado a longo prazo e mais agilidade no processo”, afirmou.

    Tecnologia

    O scanner radiológico atua realizando diagnóstico por imagens das perícias médico-legais em cadáveres humanos, buscando a detecção de objetos estranhos ou outros objetos radiopacos, bem como observa possíveis fraturas no esqueleto.

    Comentários