Fonte: OpenWeather

    Capacitação


    Seap promove curso para gestores do sistema prisional do Amazonas

    O curso é destinado a diretores de unidades prisionais, chefes de departamento e demais servidores da Seap

    Serão oferecidas 15 disciplinas | Foto: Divulgação/Seap

    Manaus- Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) promoveu, nesta sexta-feira, (23), a aula inaugural do 1º curso para gestores do sistema prisional do Amazonas. A abertura do evento foi realizada no auditório da secretaria, localizado na rua Gabriel Salgado, Centro, zona centro-sul de Manaus.

    O curso é destinado a diretores de unidades prisionais, chefes de departamento e demais servidores da Seap. Os encontros serão realizados no Centro de Detenção Provisória de Manaus II (CDPM II), localizado no km 08 da BR-174 (Manaus-Boa Vista). A carga horária é de 112 horas, divididos em módulos durante uma semana, todos os meses, até dezembro.

    Ao todo, serão oferecidas 15 disciplinas. Dentre os assuntos a serem debatidos no curso, estão os procedimentos operacionais, mediação de conflitos e gerenciamento de crise, gestão administrativa e planejamento, atualização da Lei de Execução Penal e outros.

    Palestrante

    O juiz coordenador da Vara de Execuções penais (VEP), Ronnie Frank Stone, foi o palestrante da aula inaugural com o tema “Gestão do sistema prisional: Sua importância para execução penal”. Na ocasião, o magistrado elencou a atuação dos dois órgãos para a prestação efetiva de serviços dentro do sistema prisional.

    “É satisfatório ver a preocupação de qualificar os gestores do sistema prisional, pois traz agilidade dos serviços penais realizados pela Seap e a VEP resultando, a longo prazo, na redução da superlotação dos presídios e ao mesmo tempo diminui a ociosidade dos apenados” analisou Stone.

    Aperfeiçoamento

    Em seu discurso, o secretário da Seap, o tenente-coronel Vinícius Almeida, destacou a importância do evento para aperfeiçoar o sistema prisional. “O curso tem a finalidade de nos capacitarmos e para efetivamente realizarmos a ressocialização”.

    A aula inaugural teve a presença da promotora do Ministério Público do Estado (MPE), Christianne Corrêa, dos defensores públicos Theo Eduardo da Costa e Ricardo Paiva e do comandante do 1° batalhão do choque, tenente-coronel Agnelo de Lima Júnior.

    *Com informações da assessoria 

    Comentários