Fonte: OpenWeather

    Manaus


    Regula+ Brasil no AM é destaque em evento sobre tecnologia e inovação

    O programa Regula+Brasil, em três meses, reduziu, em média, 48% a fila de espera para consultas em seis especialidades no Amazonas

    O Regula+Brasil foi lançado no Amazonas, em (31) de maio | Foto: Divulgação

    Manaus- O Programa Regula+Brasil, em três meses, reduziu, em média, 48% a fila  de espera para  consultas em seis especialidades no Amazonas cardiologia, endocrinologia, gastroenterologia, proctologia, ortopedia e urologia. O resultado foi destaque no evento Summit Saúde Brasil 2019, promovido pelo jornal Estadão, no Maksoud Plaza, em São Paulo, na última quinta-feira (22).

    Para consulta com proctologista, quando o Regula+Brasil foi lançado no Amazonas, em (31) de maio de 2019, havia 1.844 pessoas na fila de espera; hoje, apenas 146 pessoas aguardam, o que corresponde a 92% de baixa.

    Na endocrinologia, a fila, que era de 7.219 em abril, antes do lançamento do programa, baixou, em agosto, para 1.118, numa redução de 85%. Na ortopedia, eram 21.680 e hoje são 8.040 pessoas na fila, redução de 63%; e, na gastroenterologia, a redução foi de 18.329 para 11.870, percentual de 35%.

    O objetivo é fortalecer a Unidade Básica de Saúde
    O objetivo é fortalecer a Unidade Básica de Saúde | Foto: Divulgação

    A consulta em cardiologia passou a ser regulada pelo Regula+Brasil a partir de julho e já vem apresentando redução acentuada no número de usuários em espera pelo procedimento, totalizando 61% de redução. Para a especialidade de urologia e para o procedimento de endoscopia, que também iniciou no mês passado, diminuiu a fila de espera em 17% e 2%, respectivamente.

    O Regula+Brasil é um projeto do Ministério da Saúde, executado pelo Hospital Sírio Libanês (HSL), em parceria com o Governo do Estado, Prefeitura de Manaus e municípios do interior. O sistema atua como um ente regulador entre o atendimento na atenção básica e o encaminhamento para consultas e exames especializados.

    O objetivo é fortalecer a Unidade Básica de Saúde (UBS), conferindo-lhe maior resolutividade e qualificando melhor os encaminhamentos feitos via regulação. Os médicos do Sirio Libanês auxiliam os médicos nas UBSs por meio da teleconsulta e outros recursos.

    *Com informações da assessoria 

    Comentários