Fonte: OpenWeather

    Desabamentos em Manaus


    Vídeo: No AM, Manaus é campeã de construções em área de risco

    O alerta é para os locais que sofrem com desabamentos e alagações durante o período chuvoso em Manaus

    Assista a reportagem | Autor: Samara Maciel/TV Em Tempo

    A construção de casas irregulares em áreas de risco preocupa autoridades
    A construção de casas irregulares em áreas de risco preocupa autoridades | Foto: Reprodução TV Em Tempo

    Manaus - O número de casas em locais de risco em Manaus é o maior de todo Estado do Amazonas. O Ministério Público do Amazonas (MPAM) determinou que a Prefeitura retire todas as famílias que estão em áreas com alto índice de desabamento.

    Manaus tem 55 mil pessoas vivendo em locais de risco. A cidade lidera o número de casos com 13.782 casas em áreas com risco de desabamento. O Amazonas tem mais de 130 mil pessoas vivendo em áreas de risco.

    Casos em Manaus

    As fortes chuvas e a construção de casas em locais inapropriados são alguns dos fatores que contribuem para a tragédia anunciada. Os desabamentos vêm à tona, principalmente nos períodos de forte chuva na cidade de Manaus que vão de dezembro ao mês de maio.

    Em maio de 2019 aconteceu um desabamento do muro da Vila São Benedito, no bairro Raiz, Zona Sul de Manaus. A forte água da chuva causou alagamento e fez com que o muro cedesse. Na ocasião, a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) informou que a drenagem antiga não aguentou o fluxo da água devido às construções de casas irregulares no lugar.

    Nos períodos de forte chuva em Manaus aumentam os índices de desabamentos
    Nos períodos de forte chuva em Manaus aumentam os índices de desabamentos | Foto: Divulgação/Defesa Civil

    A Defesa Civil do Amazonas fez um balanço de um dia chuvoso na cidade no mês de março de 2019, pelo menos 22 ocorrências acionaram o órgão, entre as causas estão deslizamentos, alagações, erosões e desabamentos de casas.

    O órgão alerta que, em qualquer situação de risco em residências e em áreas de risco, o morador procure um local seguro e acione a central de emergência 199, para que o seja realizado o atendimento de vistoria no local.

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Samara Maciel/TV Em Tempo
     

    Texto Web: Bruna Oliveira 


    Comentários