Fonte: OpenWeather

    Queimadas


    Exército e Governo sobrevoam áreas com foco de calor no AM

    O monitoramento faz parte do apoio solicitado pelo governador Wilson Lima ao presidente Jair Bolsonaro para contenção de queimadas no Estado.

    Com a identificação dos focos de calor, foi feito um processamento de informações tanto por parte do Ipaam quanto do Exército
    Com a identificação dos focos de calor, foi feito um processamento de informações tanto por parte do Ipaam quanto do Exército | Foto: Reprodução

    Manaus - Equipes da missão de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) contra as queimadas no Amazonas sobrevoaram de helicóptero, nesta quarta-feira (28), 23 pontos de foco de calor identificados a partir de dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Homens do Exército Brasileiro, técnicos do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), da Polícia Militar e dos Bombeiros sobrevoaram seis municípios, entre Manaus e Maués.

    A comitiva aérea foi coordenada pelo 2º Grupamento de Engenharia do Comando Militar da Amazônia (CMA). Este monitoramento faz parte do apoio solicitado pelo governador Wilson Lima ao presidente Jair Bolsonaro para contenção de queimadas no Estado.

    O reconhecimento aéreo foi feito com o objetivo de subsidiar os trabalhos de campo. Durante a viagem, as equipes flagraram focos de queimadas. As coordenadas geográficas foram levantadas para futuras notificações e aplicação de multas.

    "Com a identificação dos focos de calor, foi feito um processamento de informações tanto por parte do Ipaam quanto do Exército. Indo até essas áreas com o sobrevoo temos a possibilidade de confirmar o que os satélites já apontaram. Além disso, durante o voo foram trocadas informações entre o Corpo de Bombeiros, Exército e SSP para possíveis estratégias para atuar em situações de fogo e compartilhar geoinformações de modo que cada um possa agilizar a operação", destacou o técnico do Ipaam, Newton Monteiro.

    As equipes da GLO devem iniciar os trabalhos por via terrestre nos próximos dias, integradas às forças estaduais. A operação não tem data nem local divulgado por ser sigilosa. O planejamento da missão está sendo realizado de maneira integrada em reuniões diárias no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), localizado no Petrópolis, zona centro-sul de Manaus.

    Desde a semana passada, o governador Wilson Lima designou equipes dos órgãos ambientais e da segurança para as regiões do sul do Estado, onde se concentram a maioria das queimadas. Além de conter o fogo, o objetivo é identificar autores para que respondam por crimes ambientais.

    *Com informações da assessoria

    Comentários