Fonte: OpenWeather

    Lei Seca


    Vídeo: mais de 55 motoristas são flagrados dirigindo bêbados em Manaus

    Foram fiscalizados 3.848 veículos e realizados 1.736 testes de alcoolemia

    Foram emitidos 503 autos de infração a motoristas | Foto: Mateus Nogueira

    Manaus- O Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) flagrou, entre quarta-feira, (4) e a madrugada desta segunda-feira, (9), 55 pessoas dirigindo sob efeito de álcool durante operações da

    Lei Seca realizadas em várias zonas em Manaus e no município de Itacoatiara, durante a 34º Festival da Canção de Itacoatiara (Fecani). Durante as ações, foram fiscalizados 3.848 veículos e realizados 1.736 testes de alcoolemia, popularmente conhecidos como testes do bafômetro.

    Cinco pessoas foram presas em flagrante, sendo três por alcoolemia e duas ao serem flagradas portando documentação falsa Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV). A fiscalização nas duas cidades ocorreu por meio do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot) e em parceria com Polícia Civil e Batalhão de Policiamento de Trânsito da Polícia Militar (BPTran).

    Durante o período de fiscalização, foram emitidos 503 autos de infração a motoristas         por violação a normas diversas do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Entre elas, dirigir sob a influência de álcool, dirigir com a CNH vencida, transportar crianças sem a cadeirinha ou assento de elevação, e veículos com licenciamento em atraso. De acordo com o balanço divulgado na manhã desta segunda-feira, (9), foram recolhidos 62 veículos, sendo 26 carros e 36 motocicletas, 52 CNHs e 56 CRLVs.

    Na capital, as blitze se concentraram nas zonas sul, na avenida André Araújo; zona norte, na rua das Paxiubas e avenida Max Teixeira, e na AM-010, Km 32. Os agentes do Neot apresentaram na noite de sábado, (7), no 6º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o motorista A.M.S.O., de 31 anos, cujo teste de alcoolmia apresentou  0,54 miligramas de álcool por litro de ar expelido, o que configura com crime de trânsito. 

    O Departamento de Trânsito informa que, caso o condutor seja parado em uma blitz e o teste acusar de 0,5 mg/l até 3,33 mg/l, não será dada voz de prisão, mas haverá arbitramento de multas no valor de R$ 2.934,70, bem como deverá o motorista responder a processo administrativo com a possibilidade de suspensão do direito de dirigir pelo período de 12 meses.

    Na noite deste domingo, (8), dois homens foram apresentados no 19º DIP da Ponta Negra. A.S.V., 33, após realizar o teste do bafômetro, apresentou 0,71 mg/l. Ele foi abordado durante a blitz realizada na Avenida do Turismo, em frente a uma casa de show.

    No mesmo local, D.C.C., 32, foi preso após apresentar CNH falsificada. No documento apresentado por ele, constava que o mesmo era habilitado na categoria “B”; porém, após checagem no sistema, foi constatado que a categoria dele era “A”. Na delegacia, D.C.C. confessou que alterou o documento para poder trabalhar como motoristas de aplicativo.

    Operação Fecani

    Os agentes do Neot estiveram presentes em pontos estratégicos da rodovia estadual AM-010 para informar os condutores sobre boas práticas, fiscalizar o cumprimento da legislação para inibir e coibir a prática de infrações e crimes de trânsito, no 34º Festival da Canção de Itacoatiara. As equipes se concentraram na AM-010, Km 06, próximo à Ufam, e em pontos estratégicos dentro da cidade.  Em Itacoatiara, o motorista A.P.C. foi encaminhado à delegacia após apresentar 1,21 mg/l no teste de alcoolemia.

    No sábado, (7), durante as abordagens, os agentes de trânsito pararam um carro marca Hyundai, modelo Tucson, de placa JXV-9427. Na aferição, foi constatado que o documento era falsificado, apresentando, de acordo com os agentes, características de impressão diferentes dos padrões adotados pelo Detran-AM, ainda que impresso no mesmo tipo de papel dos documentos oficiais. Na parte superior do CRLV, onde fica o nome do proprietário, havia cinco asteriscos, o que não é utilizado pelo órgão, além do uso de dois tipos de fontes de letras. A condutora L.A.X.S.G. foi encaminhada à delegacia para prestar depoimento e tomar as devidas providências.

    *Com informações da assessoria 

    Assista à reportagem da TV Em Tempo:

    Assista a reportagem | Autor: Gabriela Moreno/ TV Em Tempo
     


    Comentários