Fonte: OpenWeather

    Transito


    Em agosto, Manaus teve o menor número de mortes no trânsito da década

    Antes de agosto de 2019, os menores índices haviam sido registrados em 2009, 2011 e 2014, quando ocorreram 17 mortes em cada um desses anos

    Em 2016, Manaus registrou o maior número de mortes, chegando a 50 óbitos ocasionados por acidentes de trânsito
    Em 2016, Manaus registrou o maior número de mortes, chegando a 50 óbitos ocasionados por acidentes de trânsito | Foto: Cláudio Heitor

    A capital amazonense registrou queda no número de vítimas fatais no trânsito. Em agosto deste ano, Manaus teve o menor número de mortes no trânsito para o mês dos últimos 10 anos. Com 12 mortes registradas em agosto de 2019, a redução é de 47,83%, na comparação com o mesmo período do ano passado, quando ocorreram 23 mortes.

    Antes de agosto de 2019, os menores índices haviam sido registrados em 2009, 2011 e 2014, quando ocorreram 17 mortes em cada um desses anos. Em 2016, Manaus registrou o maior número de mortes, chegando a 50 óbitos ocasionados por acidentes de trânsito.

    O diretor-presidente do Detran-AM, Rodrigo de Sá, disse que números refletem o resultado do trabalho realizado por toda a equipe da instituição.

    "Agora no mês de agosto temos o menor índice nos últimos 10 anos. Foram apenas 12 mortes. É bem verdade que nós queríamos que não houvesse nenhuma morte, mas é um número extremamente positivo quando se compara os outros anos. Uma redução de aproximadamente 48% (em relação ao mês de agosto de 2018). O trabalho tem sido intensificado, o resultado é exatamente esse. A redução do número de mortes. Esse é o nosso principal objetivo. E isso é resultado, fruto das inúmeras operações que o Detran Amazonas tem feito. As ações educativas também têm um papel fundamental nisso, no que tange a conscientização do condutor, contribuindo para que as pessoas dirijam melhor, para que as pessoas tenham uma consciência maior da responsabilidade de conduzir um veículo automotor e com isso a gente tenha esse resultado positivo com a redução do número de vítimas fatais mês a mês", afirmou Sá.

    Os dados são da Secretaria de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (Seai/SSP-AM) e refletem o reforço na fiscalização e de campanhas educativas do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM). Entre os meses de janeiro e agosto de 2019, o Detran-AM realizou, por meio do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot), 187 operações de fiscalização em Manaus e nos municípios de Presidente Figueiredo, Manacapuru, Iranduba, Itacoatiara, Rio Preto da Eva e Parintins.

    O gestor do Departamento de Trânsito lembrou da redução no número de mortes em acidentes de trânsito nos meses anteriores. "Mais uma vez os números estão aí para provar que estamos no caminho certo, que o trabalho está sendo bem feito e que nós estamos atingindo nosso principal objetivo que é a preservação de vidas no trânsito. No carnaval deste ano nós tivemos uma redução extremamente importante em relação ao carnaval de 2018, no qual foram oito mortes ocasionadas no trânsito. Já nesse ano de 2019, apenas uma morte, que não houve relação com o evento, mas foi registrada nesse período.

    No mês de maio, quando nós estávamos em plena atividade em alusão ao movimento Maio Amarelo, com o olhar voltado para o trânsito pra conscientização da segurança no trânsito, nós tivemos o menor índice de mortes em 11 anos, no mês de maio. Já no acumulado dos sete meses, nós registramos o menor índice em seis anos, em comparação com os dados estatísticos que a Secretaria de Segurança Pública possui", acrescentou Sá.

    As operações de fiscalização ocorrem em parceria com a Polícia Militar e o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) e fazem parte da estratégia do sistema de segurança pública, determinada pelo governador Wilson Lima. Além da ação de fiscalização, as ações educativas do Detran-AM alcançaram mais de 70 mil pessoas durante 170 atividades realizadas em sete cidades do Amazonas. As programação de atividades da Gerência de Educação para o Trânsito ocorre em escolas públicas e privas e instituições da iniciativa privada.

    *Com informações da assessoria

    Comentários