Fonte: OpenWeather

    Maquiagem


    Mulheres em situação de vulnerabilidade participam de cursos em Manaus

    Maquiagem, tranças e penteados, operador de caixa e libras são cursos oferecidos por meio da parceria entre Sejusc e Cetam

    Foram ofertadas 120 vagas para diversos cursos | Foto: Divulgação/Sejusc

    Manaus- Mulheres em situação de vulnerabilidade cadastradas no Centro Estadual de Referência e Apoio à Mulher (Cream) iniciaram, nesta segunda-feira, (16), cursos de qualificação profissional oferecidos pelo Governo do Amazonas, por meio da uma parceria entre a Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc) e o Centro de Educação Tecnológica do Amazonas (Cetam). Os cursos, que têm duração de dois meses, acontecem na sede do Cream, localizado na avenida Presidente Kennedy, 399, Educandos, até a segunda quinzena de novembro.

    Ao todo, foram ofertadas 120 vagas para os cursos de maquiagem, tranças e penteados, operador de caixa e libras. Está a segunda vez no ano que os cursos são oferecidos no local.

    Para a titular da Sejusc, Caroline Braz, a proposta é atuar com políticas de promoção de empoderamento e independência financeira feminina.  

    “Com cursos de qualificação, essas mulheres têm a chance de se tornarem empreendedoras e conquistarem a independência financeira. Acreditamos que, por meio desses projetos, as mulheres se sentirão mais seguras para seguir em frente diante da situação de vulnerabilidade”, afirma a secretária.

    A professora e coordenadora técnico-pedagógica dos cursos de qualificação profissional do projeto Cetam, Leonir Abreu, afirma que o projeto é uma das maneiras de profissionalizar o público.

    “O objetivo dos cursos oferecidos pelo Cetam é capacitar mulheres em vulnerabilidade social, inseri-las no mercado de trabalho, gerar renda familiar, auxiliando no orçamento e resgatando a cidadania”, disse.

    Políticas para mulheres

    Nesta gestão, as ações do Governo do Amazonas, por meio da Sejusc, são realizadas com foco na prevenção da violência doméstica e incentivo à independência financeira.

    Atualmente, o órgão trabalha na articulação de cursos profissionalizantes e na inserção de mulheres no mercado de trabalho, além de oferta de crédito, em parceria com a Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam) e Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) para empreendedoras.

    *Com informações da assessoria 

    Comentários